Info

Freguesia de Sobrado luta por direito a transportes públicos e diz-se discriminada em Valongo

Freguesia de Sobrado luta por direito a transportes públicos e diz-se discriminada em Valongo
| Norte
Porto Canal com Lusa

Mais de meia centena de pessoas concentraram-se hoje junto ao coreto da Vila de Sobrado, concelho de Valongo, distrito do Porto, para reivindicar o mesmo direito aos transportes públicos de que usufrui o resto do município.

“Queremos que Sobrado tenha os mesmos direitos que o resto do concelho, pagamos os impostos e queremos igualdade e não discriminação”, declarou à agência Lusa António Tavares, um dos membros da Comissão de Utentes dos Transportes de Sobrado, entidade que organizou esta manhã uma tribuna pública designada por “Queremos os STCP em Sobrado".

Os STCP (Sociedade de Transportes Coletivos do Porto), segundo António Tavares, existem no resto do concelho de Valongo, mas não abrangem a freguesia de Sobrado, localidade com cerca de 7.500 habitantes e à distância de cinco quilómetros de Valongo, que conta apenas com transportes privados.

“A freguesia de São Martinho de Cão é a freguesia ao lado de Sobrado e essa tem STCP há muitos anos, não percebemos porque é que o Sobrado não tem os mesmos direitos. Os nossos impostos estão a ser canalizados para tudo e porque não os utilizam também para termos os mesmos direitos” questiona António Tavares.

Esta luta arrasta-se desde abril passado, altura que que começou com uma petição pública nos cafés, na feira, onde se juntaram cerca de 500 assinaturas que foram entregues na Assembleia de Junta de Freguesia.

Segundo aquele elemento da Comissão de Utentes de Transportes de Sobrado, a população está à espera de uma resposta da Câmara de Valongo, mas que ainda não chegou.

“Agora aguardamos resposta da Câmara, mas ainda não obtivemos nenhuma resposta à petição”, lamentou António Tavares prometendo que a luta não vai parar até terem os mesmos benefícios e direitos que o resto da população de Valongo.

“Os transportes atualmente no Sobrado são todos privados e mais caros que os da STCP, além de muitas vezes aos fins de fim semana os transporte serem escassos”, conta, referindo que se quiser hoje ir ao Porto para almoçar tem de apanhar no autocarro das 07:40 ou às 10.30 e depois tem de regressar às 13:00, às 16:00 e 19:20, porque depois não há mais nenhum autocarro.

+ notícias: Norte

Presidente do Turismo do Norte entre os detidos por viciação de contratos públicos

O presidente do Turismo Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, é um dos cinco detidos no âmbito de uma investigação relativa à presumível viciação de procedimentos de contratação pública, disse à agência Lusa uma fonte policial.

Incêndio no IPO do Porto terá sido provocado por curto-circuito. Doentes serão encaminhados para outros institutos ou hospitais

O presidente do Conselho de administração do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto disse esta quinta-feira à Lusa que o incêndio que deflagrou na sala de controlo de braquiterapia terá sido provocado por um curto-circuito num equipamento. Ao Porto Canal Laranja Pontes afirma que "estão a ser pensadas alternativas" para reencaminhar doentes para outros institutos ou hospitais enquanto o serviço não estiver totalmente operacional.

Ministério da Educação acompanha “situações pontuais” identificadas em escola da Maia

O Ministério da Educação avançou esta quarta-feira que está a acompanhar "situações pontuais identificadas" por pais da Escola EB1/JI do Lidador, concelho da Maia, avançado em primeira mão pelo Porto Canal, garantindo que está a procurar "salvaguardar um ambiente salutar na aprendizagem".

Atualizado 18-10-2018 12:44

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.