Info

Pensões atribuídas este ano pela Segurança Social vão ser recalculadas

Pensões atribuídas este ano pela Segurança Social vão ser recalculadas
| Economia
Porto Canal com Lusa

As pensões atribuídas este ano pela Segurança Social vão ser recalculadas, de acordo com a portaria hoje publicada em Diário da República, que permite revalorizar os salários que servem de base ao cálculo das pensões.

A portaria atualiza, assim, a tabela dos coeficientes para "aplicar na atualização das remunerações anuais registadas e que servem de base de cálculo às pensões iniciadas durante o ano de 2018".

A nova tabela entra em vigor "no dia seguinte ao da sua publicação e produz efeitos de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2018", segundo o documento, o que significa que os pensionistas receberão agora retroativos relativamente aos valores recebidos desde o início do ano.

A legislação em vigor estipula a fórmula que deve ser aplicada à revalorização das remunerações anuais relevantes para o cálculo da remuneração de referência, e que é feita tendo por base a inflação apurada pelo INE, sem habitação.

"Tendo em conta que a taxa de variação média dos últimos 12 meses do IPC, sem habitação, verificada em dezembro de 2017, foi de 1,38% e que a taxa de evolução média dos ganhos subjacentes às contribuições declaradas à Segurança Social em 2017 foi de 1,6%, os coeficientes de revalorização das remunerações previstas no n.º 1 do artigo 27.º do Decreto-Lei n.º 187/2007, de 10 de maio, são atualizados em 1,38%, e os coeficientes de revalorização das remunerações previstas no n.º 2 do artigo 27.º, do citado diploma, com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 167-E/2013, de 31 de dezembro, são atualizados em 1,44%", refere o documento publicado em DR.

Compete ao Governo determinar os valores dos coeficientes de revalorização a aplicar na atualização das remunerações registadas e que servem de base de cálculo às pensões iniciadas durante cada ano.

Os valores dos coeficientes a utilizar na atualização das remunerações anuais a considerar para a determinação da remuneração de referência servem de base de cálculo das pensões de invalidez e velhice do sistema previdencial e das pensões de aposentação, reforma e invalidez do regime de proteção social convergente.

+ notícias: Economia

Automação pode custar um milhão de empregos mas criar outros tantos até 2030 

A adoção da automação em Portugal pode levar à perda de 1,1 milhões de empregos na indústria e comércio até 2030, mas criar outros tantos na saúde, assistência social, ciência, profissões técnicas e construção, revela hoje um estudo.

Despesa efetiva do SNS atinge 10 mil milhões e sobe 12% face a 2015

A despesa efetiva do Serviço Nacional de Saúde terá atingido em 2018 cerca de 10 mil milhões de euros, um crescimento de 12% face a 2015, segundo dados do Governo em contraponto a um relatório do Tribunal de Contas.

Libra sobe face ao euro e ao dólar depois de rejeição do acordo do 'Brexit'

A libra esterlina subia esta quarta-feira no mercado britânico 0,19% face ao euro e ao dólar depois de a Câmara dos Comuns ter recusado com maioria o acordo do 'Brexit' negociado entre Londres e Bruxelas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.