Jornal Diário Jornal das 13

Recipiente com agente neurotóxico que matou mulher britânica encontrado

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Londres, 13 jul (Lusa) - O recipiente que continha o agente neurotóxico russo que contaminou dois britânicos na semana passada foi encontrado na quarta-feira, anunciou hoje a polícia britânica.

"Uma pequena garrafa foi recuperada durante as buscas na casa de Charlie Rowley, em Amesbury. Foi levado para o Laboratório de Defesa, Ciência e Tecnologia (DSTL) em Porton Down, Wiltshire, para testes. Após esses testes, os cientistas confirmaram que a substância contida na garrafa é novichok", indicou a polícia em comunicado.

Os especialistas vão agora tentar confirmar se a substância é do mesmo lote que contaminou Serguei e Yulia Skripal em março, a principal linha de investigação da polícia.

Depois de alguns dias em estado crítico, Charlie Rowley, de 45 anos, melhorou o estado de saúde.

No entanto, a companheira, Dawn Burgess, de 44 anos, morreu no domingo devido aos efeitos da substância química novichok, o que levou as autoridades a abrir uma investigação por homicídio.

A polícia desconfia que o recipiente esteja na origem do ataque a Serguei Skripal, um britânico de origem russa com 66 anos que tinha sido agente duplo dos dois países, e a filha de 33 anos, Yulia, de nacionalidade russa, no início de março na cidade vizinha de Salisbury.

As autoridades britânicas atribuíram a Moscovo a responsabilidade pelo ataque de março.

BM // EL

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Trabalhadores do McDonald's fizeram greve nos EUA contra o assédio sexual

Trabalhadores do McDonald's realizaram, na terça-feira, em dez cidades norte-americanas, uma greve laboral contra o assédio sexual na empresa, em consonância com o movimento #MeToo.

Chuvas na Nigéria provocam 100 mortos, autoridades estimam que número aumente

As autoridades nigerianas afirmaram que 100 pessoas morreram devido às inundações provocadas pelas chuvas fortes que se fizeram sentir no país nos últimos dias.

Mais de 600 estradas bloqueadas em Hong Kong após passagem do tufão Mangkhut

Mais de 600 estradas estão bloqueadas em Hong Kong devido aos destroços provocados pela passagem do tufão Mangkhut, no domingo, que deixou mais de 200 feridos naquele território, noticiou hoje um jornal local.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.