Info

Estado da Nação: BE desafia governo a assumir o "enorme falhanço" da estratégia europeia

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 Jul (Lusa) -- A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, desafiou hoje o primeiro-ministro a assumir o "enorme falhanço da estratégia europeia", advertindo que não há consolidação orçamental sem crescimento económico.

"Aprendamos com o caminho feito: valeu a pena cada uma das vezes que defendemos o país, apesar de Bruxelas", afirmou Catarina Martins, num pedido de esclarecimento no debate sobre o estado da nação, no parlamento.

Catarina Martins defendeu que se o país precisa de reconstruir os seus serviços públicos e o seu território não deve adiar "uma estratégia orçamental que leve o combate à desigualdade, social e territorial, tão a sério como as metas do défice orçamental".

"Que assuma o enorme falhanço da estratégia europeia e afirme o que já sabíamos e já demonstrámos: Não há consolidação orçamental sem crescimento económico, não há crescimento económico sem recuperação de salários e pensões, sem recuperação do Estado Social", defendeu.

SF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Grande Reportagem: quais as diferenças na habitação social gerida pelas Câmaras e pelo Estado?

Em Portugal, a habitação social funciona a duas velocidades. As casas geridas pelas autarquias estão, na maior parte dos casos, em muito melhor estado do que as que pertencem ao Estado Central. O Porto Canal foi perceber quais as diferenças na habitação social que é gerida pelas Câmaras Municipais e aquela que é gerida pelo Estado.

Câmara do Porto assume falha na avaliação do impacto de construção nas Fontainhas

O presidente da Câmara do Porto assumiu esta segunda-feira que os serviços da autarquia e da Direção Geral do Património Cultural "falharam" na avaliação dos impactos de uma construção junto ao Passeio das Fontainhas cuja altura ultrapassa o muro público.

Atualizado 23-07-2019 11:25

Autarquia do Porto assina protocolo com instituições privadas onde oferece 63 bolsas de estudo

A Câmara Municipal do Porto assinou um protocolo com 12 instituições de ensino privado da cidade e vai oferecer 63 bolsas de estudo. As candidaturas já estão abertas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS