Info

Estado da Nação: BE desafia governo a assumir o "enorme falhanço" da estratégia europeia

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 Jul (Lusa) -- A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, desafiou hoje o primeiro-ministro a assumir o "enorme falhanço da estratégia europeia", advertindo que não há consolidação orçamental sem crescimento económico.

"Aprendamos com o caminho feito: valeu a pena cada uma das vezes que defendemos o país, apesar de Bruxelas", afirmou Catarina Martins, num pedido de esclarecimento no debate sobre o estado da nação, no parlamento.

Catarina Martins defendeu que se o país precisa de reconstruir os seus serviços públicos e o seu território não deve adiar "uma estratégia orçamental que leve o combate à desigualdade, social e territorial, tão a sério como as metas do défice orçamental".

"Que assuma o enorme falhanço da estratégia europeia e afirme o que já sabíamos e já demonstrámos: Não há consolidação orçamental sem crescimento económico, não há crescimento económico sem recuperação de salários e pensões, sem recuperação do Estado Social", defendeu.

SF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa defende "precipitações" com Regionalização só beneficiama "antirregionalistas"

O presidente da República voltou esta sexta-feira a defender que a Regionalização pode ser perigosa por se colocar o 'carro à frente dos bois'. Foram palavras do chefe de Estado neste segundo dia de agenda oficial pelo Grande Porto, à margem da cerimónia de encerramento da reunião de Academias Nacionais de Medicina de Portugal e do Brasil, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Marcelo destacou que acelerar o processo aumenta os riscos de erro e só favorece os "antirregionalistas".

Miguel Pinto Luz acredita ser uma força de rejuvenescimento do PSD

Miguel Pinto Luz, candidato à liderança do PSD, considerou que no debate ficou claro que é ele quem representa rejuvenescimento no partido.

Presidente da República apela a instituições que sigam o exemplo do Leixões e acolham sem-abrigo

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje que se outras instituições seguissem o exemplo do Leixões SC que integrou dois sem-abrigo, abria-se caminho à resolução de muitos problemas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Atitudo - Artes Marciais &...

Nota Alta

"A cidade do Porto está com um...

N'Agenda

"Gosto de estar a par do rap que...