Jornal Diário Jornal das 13

Tribunal do Porto condena dois homens por obrigar menor a prostituir-se

Tribunal do Porto condena dois homens por obrigar menor a prostituir-se
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal São João Novo, no Porto, condenou hoje dois homens a três anos e meio de prisão, uma das penas efetiva e a outra suspensa, por forçarem uma jovem de 16 anos, fugida de uma instituição, a prostituir-se.

A presidente do coletivo de juízes explicou a um dos arguidos que a pena é efetiva pelo facto de já ter uma condenação pelo crime de violência doméstica e ter ligações à prostituição, já o outro viu a pena ser-lhe suspensa por estar inserido social e profissionalmente e não ter antecedentes criminais.

O processo envolvia ainda mais três arguidos, entre os quais uma mulher, que foram absolvidos por falta de provas, tendo a magistrada sublinhado que se a vítima tivesse prestado declarações em tribunal talvez a decisão fosse diferente.

Falando num crime "gravíssimo", onde é explorada a vulnerabilidade da mulher, nomeadamente jovem, a presidente do coletivo lembrou que estes tipos de comportamentos são inaceitáveis e causam alarme social.

"As mulheres não são objetos, têm de ser respeitadas", frisou.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), em 2014, a menor de 16 anos, que estava numa instituição de Gondomar, no distrito do Porto, foi aliciada na rede social `Facebook´ por um homem para fugir de lá, tendo este a apresentado a um casal que, a troco de a acolher em casa, a obrigou, sob a ameaça de morte, a prostituir-se.

Com o decorrer do tempo, a vítima conheceu o filho do dono da pensão para onde levava os homens a troco de dinheiro, ambos arguidos, a quem pediu ajuda, mas em vez de a libertar do mundo da prostituição, o rapaz obrigou-a a prostituir-se para ele, ficando com o dinheiro que ela juntava, refere.

Um amigo deste levava a jovem para a rua e vigiava-a, ficando com parte dos lucros, sustenta.

Em 2015, a jovem viria a pedir ajuda a um educador da instituição que, com a ajuda da PSP, a conseguiu localizar e resgatar.

+ notícias: Norte

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Escolas do Norte do país encerradas devido a falta de funcionários

Uma escola em Braga e outra na Póvoa de Varzim não abriram, esta segunda-feira, devido a falta de funcionários. A carência de auxiliares é um dos problemas que está a marcar o arranque do ano letivo, bem como os protestos dos professores e pelos atrasos na entrega dos manuais escolares.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.