Jornal Diário Jornal das 13

Trump ameaça taxar importações de automóveis caso UE não negoceie de "boa-fé"

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 12 jul (Lusa) -- O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou hoje aplicar tarifas às importações de automóveis oriundas da União Europeia (UE), caso os representantes comunitários não negoceiem de "boa-fé" na visita a Washington.

"No dia 21 [de julho], vou receber a visita do presidente da Comissão Europeia para abordarmos a questão das taxas alfandegárias. Se as negociações não decorrerem de boa-fé, vamos ter de rever a situação dos milhões de carros que entram nos Estados Unidos quase sem pagar impostos", disse Donald Trump.

O Presidente norte-americano, que falava no final da cimeira da NATO, que decorreu entre quarta-feira e hoje em Bruxelas, queixou-se repetidamente do tratamento injusto da UE aos Estados Unidos no âmbito do comércio.

O presidente do executivo comunitário, Jean-Claude Juncker, vai deslocar-se a Washington a 21 de julho para se encontrar com Trump, com o comércio como tema principal.

As relações entre a UE e os Estados Unidos estão tensas, não só devido às taxas alfandegárias impostas por Washington às importações de aço e alumínio -- e já retaliadas pelo bloco europeu --, mas também pela retirada do Acordo de Paris sobre o clima e do celebrado com o Irão sobre armas nucleares.

Em 02 de julho, a Comissão Europeia considerou que a investigação do Departamento de Comércio dos Estados Unidos às importações de automóveis carece de legitimidade e de dados factuais, e viola o direito internacional.

"Qualquer medida restritiva comercial que possa resultar desta investigação, seria contrária às leis do comércio internacional. Os carros europeus não ameaçam ou afetam a saúde da indústria automóvel e da economia norte-americanas", alertou nesse dia o porta-voz do executivo comunitário.

AMG/ACC // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Justiça alemã extradita Puigdemont, mas apenas por delito de peculato

O tribunal alemão de Schleswig-Holstein decidiu hoje extraditar para Espanha o ex-presidente catalão Carles Puigdemont por um alegado delito de peculato (desvio de fundos), mas não pelo crime de rebelião, segundo a agência Efe.

Tailândia: Todos os rapazes e treinador retirados da gruta

Todos os 12 jovens jogadores de futebol e o treinador que ficaram há duas semanas encurralados numa gruta no norte da Tailândia estão a salvo, segundo as autoridades tailandesas.

MNE britânico Boris Johnson demitiu-se

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, anunciou a sua demissão, confirmou fonte do governo, horas depois da demissão do ministro para o 'Brexit', David Davis.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.