Info

Grupo de contacto felicita consenso entre PR moçambicano e Renamo

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Maputo, 12 jul (Lusa) - O embaixador da Suíça em Moçambique, Mirko Manzoni, que preside ao grupo de contacto entre o Governo e a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), congratulou-se hoje com o entendimento entre o chefe de Estado e o líder interino da oposição.

Mirko Manzoni felicita o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o coordenador da Comissão Política da Renamo, Ossufo Momade, "por colocarem os interesses dos moçambicanos, pelo alcance da paz, em primeiro lugar, como evidenciam os seus consensos em matéria de assuntos militares", refere em comunicado.

"A reunião na Beira", realizada na quarta-feira, "e a decisão de manterem o espírito do dialogo já anteriormente manifestado pelo antigo presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, demonstra o seu compromisso pelo alcance de uma paz efetiva e sustentável no país".

"A reaproximação entre os dois líderes demonstra com toda a certeza a coragem política para concluir o processo", acrescenta.

Pelo seu lado, a Suíça "confirma o seu compromisso em continuar a apoiar o processo de paz", conclui.

O ex-líder da Renamo, Afonso Dhlakama, morreu a 03 de maio, devido a complicações de saúde, numa altura em que já tinha negociado com Nyusi a descentralização do poder, mas deixando por fechar o dossiê militar.

A Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder e a que Nyusi preside, fez depender, em junho, a aprovação de legislação eleitoral, de avanços no processo de desmilitarização da Renamo.

O encontro de quarta-feira poderá desbloquear o impasse no parlamento e levar à aprovação de legislação de que depende o calendário eleitoral das autárquicas de 10 de outubro.

LFO // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Surto de sarampo nas Filipinas escala para 8.400 casos e 130 mortos

O surto de sarampo continua a agravar-se nas Filipinas, com 8.443 casos confirmados desde o início do ano e 136 mortes causadas pela doença, na maioria crianças menores de cinco anos, indicaram esta terça-feira as autoridades.

Dezasseis estados em tribunal contra emergência declarada por Trump para construir muro

Dezasseis estados norte-americanos avançaram na segunda-feira com uma ação judicial contra a administração do Presidente Donald Trump, na sequência da declaração do estado de emergência para construir um muro na fronteira mexicana.

Português detido por homicídio nos Estados Unidos vai a tribunal a 13 de março

O luso-venezuelano Javier Enrique Da Silva Rojas, detido nos Estados Unidos por furto e homicídio, vai apresentar-se num tribunal em Nova Iorque para uma audiência preliminar a 13 de março, segundo documentos a que a Lusa teve acesso este domingo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.