Info

À espera de contas certas, negociações com professores seguem "dentro de momentos"

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 jul (Lusa) -- Governo e sindicatos de professores vão analisar os custos reais da recuperação do tempo de serviço congelado, criando para o efeito uma comissão técnica cuja primeira reunião decorre na próxima semana, remetendo a continuidade das negociações para setembro.

Esta foi a principal novidade saída hoje de uma reunião entre sindicatos de professores e Governo, com toda a equipa do Ministério da Educação e dois secretários de Estado das Finanças para discutir a recuperação do tempo de serviço congelado na carreira docente, a primeira do reatar de negociações.

"O Governo veio dizer que finalmente aceita que se crie uma comissão técnica para apurar quanto custa afinal o descongelamento", disse Mário Nogueira, num palanque montado frente ao Ministério da Educação (ME), perante cerca de um milhar de professores que ali se manifestou enquanto decorria a reunião.

IMA // JMR

Lusa/fim

+ notícias: País

Ministro da Agricultura diz que Portugal tem plano de contingência para bactéria 'Xylella fastidiosa'

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, assegurou esta sexta-feira que o Governo tem um plano de contingência para fazer face à bactéria 'Xylella fastidiosa' e que é necessário estar atento aos seus sintomas nas plantas.

Farmacêuticos avisam que está posta em causa segurança dos doentes nos hospitais

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos alerta que a segurança dos doentes está posta em causa nos hospitais públicos por falta de profissionais e diz que só falta aos farmacêuticos "lavar o chão" das farmácias hospitalares.

Enfermeiros suspendem greve nos blocos operatórios até novas negociações a 30 de janeiro

A greve dos enfermeiros em blocos operatórios vai manter-se suspensa até 30 de janeiro, dia em que haverá nova uma reunião negocial entre os sindicatos e o Governo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.