Info

Câmara de Mirandela assaltada ficou sem três mil euros de um cofre

Câmara de Mirandela assaltada ficou sem três mil euros de um cofre
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara de Mirandela, no distrito de Bragança, foi assaltada, tendo desaparecido de um cofre a quantia de três mil euros em dinheiro, revelou hoje a presidente, Júlia Fernandes.

e acordo com a autarca, o assalto terá ocorrido durante a noite e o alvo foi um cofre, no qual foi feito um buraco. "Roubaram aproximadamente três mil euros, que eram as receitas daquele dia", indicou.

A PSP tomou conta da ocorrência e está a investigar o assalto que obrigou "os colaboradores do município irem para casa durante a manhã para a polícia poder trabalhar".

Os trabalhadores foram regressando ao longo da tarde de forma gradual, "para se verificar o que tinha desaparecido a nível de documentação, valores pessoais que pudessem existir".

A presidente da câmara indicou que, para já, a quantia em dinheiro é o único valor que terá desaparecido.

"Aparentemente, os assaltantes andariam à procura de dinheiro. Era o dinheiro que estava no cofre, que estava fechado, mas acabaram por conseguir abrir e foi roubado esse montante", afirmou.

A autarca encara "a situação com tranquilidade, considerando que "são situações que acontecem em várias localidades".

"Teremos de tomar algumas precauções, que, aliás, já existiam, até porque há alguns anos já tinha havido um outro assalto", observou.

+ notícias: Norte

Utentes e trabalhadores do Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde denunciam faltas de condições

Caixotes do lixo junto com os da roupa dos utentes, quartos lotados, instalações antigas e falta de espaço. São estas as queixas que mais se ouvem dos utentes e de quem trabalha no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde. A situação arrasta-se há vários anos e sem solução à vista.

MP investiga eventual peculato na Ação Social da Universidade do Minho

As buscas realizadas aos Serviços Sociais da Universidade do Minho, em Braga, inserem-se num inquérito em que se investigam factos suscetíveis de integrarem, designadamente, o crime de peculato, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

S. Pedro da Cova exige que Governo considere retirada de resíduos “interesse nacional"

A Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, Gondomar, exigiu hoje que o Governo considere a retirada dos resíduos perigosos depositados há quase duas décadas naquela localidade como "interesse nacional" de forma a "contornar" qualquer entrave judicial.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.