Info

Câmara de Mirandela assaltada ficou sem três mil euros de um cofre

Câmara de Mirandela assaltada ficou sem três mil euros de um cofre
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara de Mirandela, no distrito de Bragança, foi assaltada, tendo desaparecido de um cofre a quantia de três mil euros em dinheiro, revelou hoje a presidente, Júlia Fernandes.

e acordo com a autarca, o assalto terá ocorrido durante a noite e o alvo foi um cofre, no qual foi feito um buraco. "Roubaram aproximadamente três mil euros, que eram as receitas daquele dia", indicou.

A PSP tomou conta da ocorrência e está a investigar o assalto que obrigou "os colaboradores do município irem para casa durante a manhã para a polícia poder trabalhar".

Os trabalhadores foram regressando ao longo da tarde de forma gradual, "para se verificar o que tinha desaparecido a nível de documentação, valores pessoais que pudessem existir".

A presidente da câmara indicou que, para já, a quantia em dinheiro é o único valor que terá desaparecido.

"Aparentemente, os assaltantes andariam à procura de dinheiro. Era o dinheiro que estava no cofre, que estava fechado, mas acabaram por conseguir abrir e foi roubado esse montante", afirmou.

A autarca encara "a situação com tranquilidade, considerando que "são situações que acontecem em várias localidades".

"Teremos de tomar algumas precauções, que, aliás, já existiam, até porque há alguns anos já tinha havido um outro assalto", observou.

+ notícias: Norte

Um morto e dois feridos em colisão no IP4 perto de Vila Real

Um morto e dois feridos foi o resultado de uma colisão esta terça-feira no Itinerário Principal 4 (IP4), junto a Vila Real, que obrigou ao corte do trânsito, segundo fonte da GNR.

Administração do Hospital de Gaia admite problemas informáticos que pode comprometer o serviço ao utente

A qualidade do serviço ao utente pode estar comprometida no hospital de Gaia. É a própria administração quem o admite, uma vez que está impedida de atualizar o sistema informático. O Tribunal de Contas chumbou a aquisição do contrato, por achar que o hospital não tem condições financeiras para assumir o compromisso.

A Norte de Portugal há 19 zonas críticas de inundação

Espinho e Esposende são então duas das cidades que deverão sofrer alterações com o novo plano da orla costeira, mas há mais cidades que por estarem localizadas junto ao mar, vão também ter se adaptar às novas regras. Ao todo, são mais de 100 quilómetros de costa onde é preciso atuar preventivamente.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.