Jornal Diário Jornal das 13

PJ/Norte detém suspeitos de roubar mais de meio milhão em carrinhas de valores e ATM

| Norte
Porto Canal com Lusa

A Judiciária do Norte revelou esta terça-feira que os oito detidos por indícios de roubo a carrinhas de valores e carros, com vantagens superiores a meio milhão de euros, são também suspeitos de vários assaltos a ATM no norte.

Atualizado 11-07-2018 11:28

Em conferência de imprensa esta tarde, o diretor da Unidade Territorial do Norte da Polícia Judiciária, Batista Romão, declarou que a detenção dos oito homens no âmbito de uma investigação policial para desarticular uma associação criminosa, que estava operacional desde 2016, e que se dedicava aos crimes de roubo de carrinhas de valores e carros de “gama elevada”, são também suspeitos dos assaltos aos ATM (caixas multibanco) na região Norte.

O ‘modus operandis’ era executar os assaltos com armas de fogo na altura em que se procediam aos carregamentos aos ATM e de forma rápida.

Os assaltos às caixas multibanco ocorreram “em vários pontos do Norte do país" e, segundo Batista Romão, permitiram tirar “algumas centenas de milhares de euros” de proveitos.

Os crimes de roubo a carrinhas de valores e de carros com recursos a armas de fogo na região Norte permitiu aos elementos da associação criminosa arrecadar, por seu turno, mais “de meio milhão de euros”.

“Fundamentalmente, neste momento, esta operação foi importante, porque foi o ultimar de uma série de assaltos a carrinhas de valor, que vieram de facto a parar no ano passado, mas que era importante fazer a associação e a investigação para trazer os seus responsáveis à justiça”, explicou Batista Romão, referindo que entre os detidos estão sete portugueses e um de nacionalidade brasileira.

Os crimes de que são suspeitos os oito detidos decorreram “entre fevereiro de 2016 e maio de 2017” e só pararam com a detenção de um outro grupo que andava a fazer este tipo de atividades, acrescentou aquele responsável, referindo que hoje foi o “culminar” da primeira fase das investigações.

Segundo Batista Romão, os detidos não são cadastrados.

"A maioria não são cadastrados e são relativamente jovens” – têm idades entre os 30 e os 50 anos -, e muitos deles com outras atividades profissionais e que foram “tentados a este tipo de situações”, indicou.

A associação era organizada para a prática de crimes de roubos a carrinhas de valores e de viaturas de gama alta.

Alguns dos veículos roubados foram recuperados, avançou ainda Batista Romão, referindo que se suspeita que o volume de veículos roubados seja na ordem das “duas dezenas de veículos” só nu último ano.

Os detidos estão hoje a ser ouvidos pelas autoridades para conhecerem as medidas de coação a aplicar, acrescentou a mesma fonte policial.

+ notícias: Norte

Mulher de 23 anos morreu em despiste na A4 em Vila Real

Uma mulher de 23 anos morreu esta quarta-feira na sequência de um despiste de um automóvel no viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4), em Vila Real, segundo fontes dos bombeiros e da GNR.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.