Info

Desemprego baixa na média dos países da OCDE em maio e sobe uma décima em Portugal

Desemprego baixa na média dos países da OCDE em maio e sobe uma décima em Portugal
| Economia
Porto Canal com Lusa

A taxa de desemprego nos países da OCDE baixou uma décima em maio fixando-se nos 5,2% da população ativa, com as maiores quedas a verificarem-se em Itália, Áustria e Espanha, mas com Portugal a contrariar a tendência.

De acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), no conjunto dos países, havia 33,2 milhões de desempregados em maio, mais 0,5 milhões do que em abril, mas menos 16,1 milhões face a janeiro de 2013.

Na zona euro, o desemprego estabilizou em maio, descendo 0,3 pontos percentuais em Itália (para 10,7%) e 0,2 pontos percentuais na Áustria (para 4,6%) e Espanha (para 15,8%).

Em Portugal subiu uma décima para 7,3%, contrariando o ciclo de descidas.

A taxa de desemprego entre os jovens (dos 15 aos 24 anos) foi estável nos 10,9% em maio na média dos países da OCDE, caindo 0,3 pontos percentuais na zona euro para 16,8%, com descidas de 0,5 pontos percentuais ou mais em Itália, Letónia e Espanha.

Em Portugal, o desemprego jovem subiu 0,2 pontos percentuais para 20,8%.

O desemprego jovem permanece acima dos 30% na Grécia (43,2% em março, o último mês com dados disponíveis), Espanha (33,8%) e Itália (31,9%).

+ notícias: Economia

Greve dos motoristas de transportes de passageiros do Norte com 60% de adesão

A greve dos motoristas do setor privado de transporte de passageiros do Norte, que começou esta segunda-feira, está a registar uma adesão de cerca de 60%, tendo provocado “maiores dificuldades” ao início da manhã no transporte escolar, segundo fonte sindical.

Fisco vai ter um serviço de apoio e defesa do contribuinte

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) vai ter um serviço de apoio e defesa do contribuinte e um subdiretor-geral responsável exclusivamente pela relação com os contribuintes, disse à agência Lusa o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Saldos de contas representaram um terço das penhoras fiscais em 2018

A Autoridade Tributária e Aduaneira concretizou 303.114 penhoras de bens e direitos em 2018 a contribuintes com dívidas fiscais e cerca de um terço incidiu sobre saldos de contas bancárias, revelam os dados do Ministério das Finanças.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.