Info

Sporting: Nove detidos no caso das agressões na Academia de Alcochete

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 jul (Lusa) -- Nove pessoas foram detidas pela GNR e PSP na operação conjunta no âmbito da investigação às agressões que ocorreram em maio na Academia do Sporting, em Alcochete, e serão hoje ouvidas pelas autoridades.

Fonte da GNR disse à Lusa que esta força policial fez um total de oito detenções, enquanto a PSP confirma que deteve uma pessoa, em Lisboa, tendo participado também nas operações na margem sul.

A revista Sábado, na edição online, diz que foram detidas na segunda-feira 15 pessoas, mas contactadas pela Lusa nem a GNR nem a PSP confirmam se foram cumpridos 15 mandados de detenção.

Esta operação decorre de uma investigação dirigida pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa às agressões a jogadores e técnicos da equipa de futebol do Sporting, no passado dia 15 de maio, levadas a cabo por cerca de 40 alegados adeptos encapuzados.

Na altura, a GNR deteve 23 dos atacantes, que permanecem em prisão preventiva.

Mais tarde, a 05 de junho, foram detidas pelas autoridades mais quatro pessoas, entre elas o antigo líder da Juventude Leonina Fernando Mendes, que também ficaram em prisão preventiva.

Ao todo, com as detenções efetuadas na segunda-feira, estão detidas 36 pessoas relacionadas com este caso.

Os arguidos estão indiciados por vários crimes, nomeadamente sequestro, ofensa à integridade física qualificada, introdução em lugar vedado ao público, dano com violência, terrorismo, resistência e coação sobre funcionário.

SO (FP/CMP) // SB

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Bruno de Carvalho acusado de terrorismo e mais 98 crimes

O ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho foi acusado pelo Ministério Público de ser autor moral de crimes classificados como terrorismo e outros 98 ilícitos criminais, no âmbito da investigação sobre o ataque à Academia de Alcochete.

Bruno de Carvalho e Mustafá saem em liberdade do Tribunal do Barreiro

O ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho e Mustafá saíram hoje em liberdade, sujeitos a apresentações diárias às autoridades, no âmbito da investigação ao ataque à academia de Alcochete, anunciou hoje Tribunal do Barreiro.

Leitura das medidas de coação a Bruno de Carvalho e Mustafá adiada para as 11:00

O ex-presidente do Sporting Bruno de Carvalho e o líder da claque Juventude Leonina, conhecido por Mustafá, só conhecerão hoje as medidas de coação no âmbito da investigação à invasão à academia de Alcochete a partir das 11:00.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.