Info

Suposto homicida em festa de Cabeceiras de Basto entregou-se e está detido

Suposto homicida em festa de Cabeceiras de Basto entregou-se e está detido
| Norte
Porto Canal com Lusa

O presumível autor do disparo que vitimou este domingo um homem em Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto, entregou-se esta tarde às autoridades e está detido nas instalações da Polícia Judiciária (PJ) de Braga.

Fonte da PJ de Braga disse à Lusa que o homem, após o disparo fatal, fugiu do local, tendo sido detetado durante a tarde e acabou por se entregar à PJ.

As autoridades, explicou a fonte, detetaram o homem, que estava escondido, e convenceram-no a entregar-se.

O homicídio aconteceu na madrugada de hoje no final de uma festa, após um desentendimento entre vizinhos.

O alerta foi dado às 06:43 e a vítima é um homem de 34 anos, cujo óbito foi declarado no local pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Guimarães.

Segundo adiantou à agência Lusa, esta manhã, fonte do Comando Territorial de Braga da GNR, o homicídio ocorreu na rua do Arco no final da Festa Branca, na sequência de um desentendimento entre os dois envolvidos, que "eram da mesma freguesia, pelo que provavelmente seriam conhecidos".

"O suspeito abandonou o local e foi buscar a arma", explicou a GNR, tendo então regressado e disparado sobre a vítima.

Segundo a fonte, o homicida abandonou de seguida o local numa viatura, que foi localizada ainda durante a manhã.

A fonte da PJ confirmou que o presumível autor do crime é da mesma localidade que a vítima, Arco de Baúlhe.

+ notícias: Norte

Plano do Governo para alojar universitários é "mão cheia de nada"

O reitor da Universidade do Porto disse hoje que o plano do Governo para criar camas universitárias é uma "mão cheia de nada", porque as universidades vão ter de se "endividar junto da banca ou da Fundiestamo".

Marcelo Rebelo de Sousa recebido no Porto por protestos e ânimos muito exaltados de lesados do BES

O Presidente da República foi hoje recebido no Porto pelo protesto de bolseiros da Universidade do Porto, uma carta de precários da Lusa e ânimos muito exaltados de lesados do BES/Novo Banco, que o chefe de Estado prometeu receber.

Bombeiros Voluntários de Lourosa exigem demissão da direção e ameaçam abandonar serviço

O corpo ativo dos Bombeiros Voluntários de Lourosa, em Santa Maria da Feira exige a demissão da direção e ameaça abandonar o serviço.A guerra entre ambas as partes já dura há vários anos, mas viu-se agora potenciada pela demissão do comando.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.