Jornal Diário Jornal das 13

Rali de Viana do Castelo retoma no domingo depois de suspenso por morte de espetador

Rali de Viana do Castelo retoma no domingo depois de suspenso por morte de espetador
facebook
| Norte
Porto Canal com Lusa

O rali de Viana do Castelo foi suspenso este sábado na sequência da morte de um espetador que assistia à prova em “local autorizado” e será retomado no domingo, anunciou fonte oficial da autarquia.

A decisão foi tomada depois de reunida a comissão organizadora com o colégio de comissários desportivos e autoridades, refere a mesma fonte da câmara municipal, explicando que a suspensão das provas hoje se deveu “a uma questão de respeito pela vítima do acidente”.

O despiste de um veículo na primeira classificativa do Rali de Viana do Castelo provocou hoje a morte de um espetador, um septuagenário, de Guimarães, que “foi colhido” numa saída de estrada de um dos participantes no rali.

Apesar de “assistido de imediato pelo médico da prova e pelo INEM [Instituto Nacional de Emergência Médica]”, o homem acabou por morrer no local.

Na altura, a câmara municipal ponderou anular o rali, tendo de imediato suspendido as atividades.

No entanto, a mesma fonte avançou que a autarquia “decidiu retomar a prova amanhã [no domingo] conforme o calendário”, garantindo estarem “reunidas as condições de segurança”.

O acidente ocorreu pelas 15:30 na freguesia de São Lourenço da Montaria, durante a primeira classificativa da sétima edição do Rali de Viana do Castelo, que, segundo a autarquia, é “pontuável para o campeonato nacional de ralis”.

O primeiro dia de prova arrancou esta tarde e devia terminar pela meia-noite.

+ notícias: Norte

Mulher de 23 anos morreu em despiste na A4 em Vila Real

Uma mulher de 23 anos morreu esta quarta-feira na sequência de um despiste de um automóvel no viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4), em Vila Real, segundo fontes dos bombeiros e da GNR.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.