Info

'Legionella' motiva fecho de residências de estudantes do Politécnico de Coimbra

'Legionella' motiva fecho de residências de estudantes do Politécnico de Coimbra
| País
Porto Canal com Lusa

O Politécnico de Coimbra anunciou este sábado ter encerrado as residências de estudantes situadas em Bencanta na sequência da deteção de 'legionella' em dois chuveiros, após uma inspeção de rotina realizada pela Administração Regional de Saúde do Centro.

Numa nota de imprensa enviada à agência Lusa, lê-se que "a presidência do Politécnico de Coimbra e a Administração dos Serviços de Ação Social do Politécnico, responsáveis pela gestão das referidas unidades residenciais [decidiram] elevar as medidas preventivas e transferir os 56 alunos ali alojados, para proceder, na próxima segunda-feira, dia 9, à limpeza e desinfeção por uma empresa especializada".

Após este procedimento, a Administração Regional de Saúde do Centro "voltará a analisar o sistema de distribuição de água".

"O Politécnico de Coimbra informa que encerrou esta sexta-feira as residências situadas em Bencanta, na sequência de deteção de 'Legionella pneumophila', em 2 chuveiros, numa inspeção de rotina, realizada pela ARS Centro", refere a nota.

De acordo com a mesma fonte, a ARS Centro recomendou "interditar a utilização dos chuveiros e tomar as medidas necessárias para correção da situação, nomeadamente, limpeza e desinfeção da cabeça dos chuveiros e implementar tratamento de choque térmico e/ou químico em toda a rede, de acordo com as características da mesma'".

A nota do Politécnico diz igualmente que, "na altura do encerramento preventivo das instalações, nenhum dos residentes daquelas unidades apresentava qualquer sintomatologia compatível com a doença".

+ notícias: País

Camião desgovernado destrói fachada de habitação em Santa Maria da Feira

Um camião ficou sem travões e destruiu a fachada de uma habitação, na tarde desta qunta-feira, na freguesia de Arrifana, em Santa Maria da Feira, sem causar feridos, apurou o Porto Canal no local.

Sindicatos da Função Pública querem Estado em tribunal

Os sindicatos da Função Pública ameaçam avançar para os tribunais e para os provedores de justiça, nacionais e europeus para contestar a nova tabela remuneratória do Estado. O Presidente da República promulgou o vencimento mínimo de 635 euros, mas os trabalhadores abrangidos perdem pontos na progressão da carreira.

Milhares de médicos recusam passar receitas pelo telemóvel

A partir desta quarta-feira os médicos já podem passar receitas pelo telemóvel. A medida é possível através de uma aplicação de Prescrição Eletrónica Médica que tem como objetivo facilitar e agilizar a passagem de receitas sem papel. Ainda assim há três mil médicos que se recusam a usar o sistema informático.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.