Jornal Diário Jornal das 13

Pescador morreu em naufrágio de embarcação entre Leixões e Aveiro

Pescador morreu em naufrágio de embarcação entre Leixões e Aveiro
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um pescador morreu e seis outros foram resgatados com vida na madrugada de hoje na sequência do naufrágio de uma embarcação de pesca a 30 milhas da costa entre Leixões e Aveiro, anunciou a Marinha.

Em comunicado, a Marinha Portuguesa informa que o naufrágio da embarcação de pesca de Leixões "Draco" ocorreu cerca das 04:30 a 30 milhas náuticas (55,6 quilómetros) da costa, entre Leixões e Aveiro.

"Seis dos tripulantes foram resgatados pelo navio marcante Wec Van Gogh que se encontrava a navegar nas proximidades e o sétimo tripulante foi resgatado pelo helicóptero EH-101 da Força Aérea Portuguesa, em paragem cardiorrespiratória, tendo de seguida sido transportado para o aeródromo de Ovar, onde viria a ser declarado o óbito", informa.

Os tripulantes da embarcação são oriundos das localidades da Murtosa, Costa Nova, Albergaria e Leixões.

Segundo a Marinha, o navio mercante Wec Van Gogh "irá agora aproximar-se das imediações do porto de Leixões, onde os náufragos irão ser transportados para terra por uma embarcação da estação salva-vidas de Leixões".

A operação de resgate dos náufragos foi desenvolvida pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento da Marinha, tendo já sido "efetuado aviso à navegação devido ao afundamento da embarcação que ainda poderá constituir um perigo para a navegação".

+ notícias: Norte

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Escolas do Norte do país encerradas devido a falta de funcionários

Uma escola em Braga e outra na Póvoa de Varzim não abriram, esta segunda-feira, devido a falta de funcionários. A carência de auxiliares é um dos problemas que está a marcar o arranque do ano letivo, bem como os protestos dos professores e pelos atrasos na entrega dos manuais escolares.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.