Jornal Diário Jornal das 13

Pescador morreu em naufrágio de embarcação entre Leixões e Aveiro

Pescador morreu em naufrágio de embarcação entre Leixões e Aveiro
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um pescador morreu e seis outros foram resgatados com vida na madrugada de hoje na sequência do naufrágio de uma embarcação de pesca a 30 milhas da costa entre Leixões e Aveiro, anunciou a Marinha.

Em comunicado, a Marinha Portuguesa informa que o naufrágio da embarcação de pesca de Leixões "Draco" ocorreu cerca das 04:30 a 30 milhas náuticas (55,6 quilómetros) da costa, entre Leixões e Aveiro.

"Seis dos tripulantes foram resgatados pelo navio marcante Wec Van Gogh que se encontrava a navegar nas proximidades e o sétimo tripulante foi resgatado pelo helicóptero EH-101 da Força Aérea Portuguesa, em paragem cardiorrespiratória, tendo de seguida sido transportado para o aeródromo de Ovar, onde viria a ser declarado o óbito", informa.

Os tripulantes da embarcação são oriundos das localidades da Murtosa, Costa Nova, Albergaria e Leixões.

Segundo a Marinha, o navio mercante Wec Van Gogh "irá agora aproximar-se das imediações do porto de Leixões, onde os náufragos irão ser transportados para terra por uma embarcação da estação salva-vidas de Leixões".

A operação de resgate dos náufragos foi desenvolvida pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento da Marinha, tendo já sido "efetuado aviso à navegação devido ao afundamento da embarcação que ainda poderá constituir um perigo para a navegação".

+ notícias: Norte

Casal de idosos encontrado morto em habitação na zona histórica do Porto

Um casal de idosos foi hoje encontrado morto e em "avançado estado de decomposição" numa habitação na zona histórica do Porto, disse à Lusa a PSP.

Criança diagnosticada com meningite meningocócica em Guimarães

Uma criança foi diagnosticada com meningite meningocócica, dia 17, em Guimarães, informou hoje o ministério da Saúde, que garantiu que a situação está a ser acompanhada e que se estão "a tomar todas as medidas preventivas necessárias".

Militares da GNR do Sameiro em Braga dizem estar a ser pressionados pelo comandante para a caça à multa

Os militares do posto da GNR do Sameiro, em Braga, vão avançar com uma queixa crime contra o comandante. Dizem ser insultados e pressionados diariamente para a caça à multa.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.