Jornal Diário Jornal das 13

GNR de Braga apreendeu 14 automóveis, 300 mil euros e cinco quilos de ouro

| Norte
Porto Canal com Lusa

A GNR anunciou esta terça-feira a apreensão de 14 automóveis, cerca de 300 mil euros e cinco quilos de ouro, no âmbito de uma investigação por furtos em residências e veículos nos distritos de Braga, Porto e Viana do Castelo.

Atualizado 04-07-2018 11:15

Em comunicado, a GNR confirmou ainda que a operação resultou na detenção de oito homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 27 e os 48 anos.

Um advogado do processo disse à Lusa que um dos detidos é um agente da PSP de Ponte de Lima e que um dos furtos teve como alvo a residência do cantor popular Delfim Júnior, de Arcos de Valdevez.

No comunicado hoje emitido, a GNR refere que, no âmbito da investigação, desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal de Braga, apurou que os suspeitos "vigiavam as vítimas, recolhendo informações dos seus hábitos quotidianos".

Entre domingo e segunda-feira, foram realizadas 22 buscas domiciliárias e 15 não domiciliárias, incluindo a viaturas e a uma embarcação.

A operação resultou ainda na apreensão de oito motociclos, seis bicicletas, joias e relógios “de elevado valor”, duas armas de fogo, uma réplica de revólver, munições e aerossóis, telemóveis, computadores portáteis, televisões, quadros de arte, eletrodomésticos, dispositivos de comunicação móveis, localizadores GPS e inibidores de frequências.

A operação foi realizada em colaboração com a Polícia Judiciária e a PSP.

A GNR mobilizou 175 elementos, entre os quais efetivos do Grupo de Intervenção de Operações Especiais e do Destacamento de Intervenção do Porto.

Os suspeitos começaram na segunda-feira a ser ouvidos no Tribunal de Braga, em primeiro interrogatório judicial, diligência que prossegue ao longo do dia de hoje.

No final, serão conhecidas as medidas de coação.

+ notícias: Norte

Taxistas do Porto continuam paralisação "apesar das contas para pagar"

Os cerca de 300 taxistas em protesto na avenida dos Aliados, no Porto, contra a nova legislação das plataformas eletrónicas de transporte prometem continuar a concentração "apesar das contas que há para pagar no final do mês".

Associação "Um lugar para o Joãozinho" foi afastada do projeto da pediatria mas continua a angariar fundos para a obra

O projeto da pediatria do S. João ia ser construído com financiamento privado, através de fundos angariados pela Associação Humanitária "Um lugar para o Joãozinho". Esta IPSS foi afastada do processo, pelo Hospital e pelo Governo, mas continua a angariar fundos para a obra.

'Kolkata Monsoon Relief': portuense cria projeto solidário para ajudar famílias na Índia

Há um português que está na India a ajudar familias de sem abrigo. O projeto de Tomás Magalhães consiste na entrega de kits plástico protector, uma rede mosquiteira e um conjunto de primeiros socorros e no total já conseguiu ajudar 4200 familias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.