Info

Dezenas de cravos plantados em protesto contra estátua do cónego Melo em Braga

Dezenas de cravos plantados em protesto contra estátua do cónego Melo em Braga
| Norte
Porto Canal

Dezenas de pessoas plantaram cravos, em Braga, em protesto contra a instalação da estátua de homenagem ao cónego Melo, a quem acusam de ter sido um "destacado mandante" ao "serviço da extrema-direita" no pós 25 de abril.

Os cravos foram plantados no local onde a referida estátua será erguida, no centro da cidade, segundo aprovou o executivo socialista da Câmara Municipal de Braga liderado por Mesquita Machado, com a abstenção do PSD e CDS.

Em declarações durante esta "ação de luta", organizada pelo PCP, um dos históricos do partido na cidade, António Lopes, afirmou que esta homenagem é uma "provocação" e que deve ser "fortemente repudiada" pelos "defensores" da liberdade.

"O cónego desenvolveu um dos mais destacados papeis como autor e mandante na conspiração ao serviço da extrema-direita, ao serviço da contra revolução, que da forma mais hipócrita e mentirosa, justificou como sendo ao serviço da religião e da Igreja Católica", acusou o António Lopes.

Para o comunista "esta pretensa homenagem só pode ser olhada pelos trabalhadores, reformados, pensionistas, funcionários públicos, por todos que sofrem na própria carne as consequências brutais desta política de direita e por todos os que têm lutado como uma provocação".

Por isso, realçou António Lopes, "esta estátua deve ser fortemente repudiada" que lançou ainda o "apelo" à Câmara de Braga para que "arrepie caminho nesta decisão e que deixe estar a estátua onde está, armazenada".

A estátua ao religioso foi mandada construir por um "grupo de amigos" do cónego, ainda este era vivo, e encontra-se desde então "guardada à espera de ser colocada num ponto nobre da cidade".

Nesse sentido, o referido grupo pediu à autarquia autorização para proceder à instalação da estátua, pedido concedido pelo executivo, que realçou que "o município não terá qualquer gasto com este gesto".

No entanto, segundo afirmou hoje o PCP, "esta não é uma homenagem que reúna consensos nem na Igreja nem do PS, partido que viabilizou a colocação da estátua".

Alias, explicou o líder do PCP na Assembleia Municipal de Braga, Carlos Almeida, "vai ser apresentada na próxima reunião uma moção de repúdio a esta pretensa homenagem" com o objetivo de "inverter a decisão do executivo".

Os comunistas deixaram ainda uma mensagem a Mesquita Machado, que invocou o facto do cónego Melo ser um "bracarense dos sete costados" como justificação para a decisão do executivo que lidera.

"Mesquita Machado que decida colocar a estátua no jardim da própria casa e não no largo que de todos nós é pretensa e onde não a queremos ver", sugeriu António Lopes.

+ notícias: Norte

Assalto deixa escola básica de Vila do Conde sem equipamentos informáticos

A Escola Básica de Bento de Freitas, em Vila do Conde, foi hoje de madrugada assaltada, tendo sido levados equipamentos informáticos, informou à agência Lusa o presidente do Agrupamento de Escolas Frei João.

Encarregados de educação exigem reforço de funcionários na Escola Básica Manuel António Pina em Vila Nova de Gaia

Os pais da Escola Básica Manuel António Pina, em Vila Nova de Gaia, concentraram-se esta terça-feira de manhã à porta do estabelecimento de ensino. Protestam contra a falta de funcionários e estão a recolher assinaturas para fazerem chegar à Assembleia da República uma petição para alterar a lei dos rácios.

Assaltantes levam cofre com cinco mil euros de uma Associação em Paredes

Um grupo de assaltantes levou, esta terça-feira de manhã, um cofre com cerca de cinco mil euros, documentos e outros bens da Casa do Povo de Sobreira, em Paredes, apurou o Porto Canal com fonte da GNR.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.