Info

Produção no setor da construção sobe em abril com Portugal acima da média da UE

Produção no setor da construção sobe em abril com Portugal acima da média da UE
| Economia
Porto Canal

A produção no setor da construção aumentou, em abril, 1,8% na zona euro e 0,9% na União Europeia (UE), face ao mesmo mês de 2017, segundo o Eurostat, com Portugal a subir acima da média (3,2%).

Na comparação com março, a produção no setor da construção avançou 1,8% na zona euro e 1,2% na UE.

Em termos homólogos, as maiores subidas no indicador observaram-se na Polónia (16,3%), na Hungria (14,2%), na Eslovénia (12,4%) e na Holanda (10,4%), enquanto os principais recuos se registaram na Suécia (-6,4%), na Bélgica (-4,6%) e em Espanha (-3,4%).

Segundo o gabinete de estatísticas da UE, a produção no setor da construção teve os maiores crescimentos, na variação em cadeia, na Eslovénia (9,8%), na Hungria (6,5%) e na Alemanha (3,3%) e os principais recuos em Espanha (-3,6%), na Bélgica (-1,8%) e na Eslováquia (-1,4%).

Em Portugal, a produção no setor da construção subiu 3,2% em termos homólogos - acima da média da zona euro - e 0,4% face a março.

+ notícias: Economia

Moody's diz que banca portuguesa deve reduzir rede de agências e tem que melhorar qualidade de ativos

Os bancos portugueses estão no bom caminho, mas devem continuar a melhorar a qualidade dos ativos e reforçar os esforços de reestruturação, nomeadamente em termos da redução da rede de agências, indicaram à Lusa especialistas da Moody's.

Economia cresceu 2,1% em 2018 e ficou abaixo da meta do Governo

O Produto Interno Bruto (PIB) português aumentou 2,1% em 2018, menos 0,7 pontos percentuais do que o observado no ano anterior e abaixo da previsão do Governo de uma expansão de 2,3%, divulgou esta quinta-feira o INE.

Sindicatos dizem que rejeição da abolição de portagens na A23 e A25 demonstra desprezo pelo interior

A União dos Sindicatos de Castelo Branco (USCB) afirmou esta terça-feira que a rejeição das propostas para a abolição das portagens na A23 e na A25 é uma "demonstração do desprezo" pelo interior do país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.