Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Circulação no metro entre estações do Aeroporto e Moscavide retomada sexta-feira

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 jun (Lusa) -- O Metropolitano de Lisboa informou hoje que a circulação na linha vermelha, no troço entre as estações Aeroporto e Moscavide, vai ser retomada a partir das 06:30 de sexta-feira, com a abertura da exploração do serviço.

"Este encerramento temporário destinou-se a facilitar a remoção e o transporte de entulhos, resultantes dos trabalhos em curso na estação da Encarnação, no âmbito das inspeções técnicas realizadas, para efeitos da receção definitiva da empreitada de construção daquela estação", refere o Metropolitano de Lisboa em comunicado.

A estação de Metro do Aeroporto encerrou na tarde de terça-feira por causa de trabalhos de manutenção na paragem seguinte, a Encarnação.

Segundo o documento, o Metropolitano de Lisboa vai continuar a monitorizar a evolução dos trabalhos em curso para "completa avaliação das intervenções a realizar", podendo revelar-se necessários "outros condicionamentos que serão oportunamente comunicados".

Já a estação da Encarnação, que está fechada desde sábado, vai continuar "temporariamente encerrada", com a empresa a explicar que a data da abertura será "oportunamente informada".

AJO // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Trabalhadores do Infarmed voltam a rejeitar deslocalização para o Porto

A quase totalidade dos trabalhadores do Infarmed discorda da deslocalização da Autoridade do Medicamento de Lisboa para o Porto e apenas sete por cento estaria disponível para se mudar, segundo dados de um inquérito realizado hoje.

Ordem dos Médicos diz que relatório mostra que parceiros têm razão sobre lacunas na saúde

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que o Relatório de Primavera 2018, que aponta diversas lacunas ao nível da saúde, veio apenas demonstrar o que tem sido referido pelos parceiros do setor sobre a falta de investimento no setor.

Atualizado 19-06-2018 15:11

Hospitais públicos estão endividados e "à beira de um ataque de nervos"

Os hospitais públicos estão endividados e "à beira de um ataque de nervos", mostrando que a crise económica continua no setor hospitalar, segundo o relatório do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.