Info

Cada vez mais americanos visitam Portugal até para passar a lua-de-mel

Cada vez mais americanos visitam Portugal até para passar a lua-de-mel
| Economia
Porto Canal com Lusa

Os turistas norte-americanos viajam cada vez mais para Portugal onde procuram as raízes e experiências diferentes, a gastronomia e os vinhos, a paisagem e o património mas também um destino para passar a lua-de-mel.

No ano passado foram cerca de 600 mil os turistas dos Estados Unidos da América (EUA) que visitaram Portugal. Os números aumentam de ano para ano e estes visitantes procuram vários e diferentes locais, desde as ilhas dos Açores e Madeira, Lisboa, Porto e o Douro.

Para atrair mais turistas ao Norte, do Porto ao Douro e a Trás-os-Montes, empresários portugueses realizaram uma ação de promoção em Boston, a bordo do navio-escola Sagres, onde apresentaram propostas “diferentes” para um turista “muito exigente”.

A Wild Douro está a lançar os primeiros produtos no mercado e está também à procura dos primeiros clientes nos EUA, depois de ter entrado no Brasil e Israel.

Na bagagem trouxe, segundo Marta Marques, “produtos distintos” para pessoas que querem ter “experiências diferentes” e também “conhecer sítios diferentes, que não encontram através da Internet”.

“Trabalhamos à medida de cada cliente”, explicou.

A empresa quer apostar no turismo judaico no Douro, um território que, segundo Marta Marques, “possui uma grande riqueza a nível da herança judaica mas que está pouco explorado.

A Wild Douro trabalha também a nível dos desportos náuticos, desenvolveu programas para a descoberta da natureza, rotas para motas e jipes e cruza tudo isto com a gastronomia e os vinhos.

A Gomes Travel é uma agência de viagens que opera nas cidades de Peabody, Cambridge e Lowell, próximas de Boston, e que vende, cada vez mais, viagens para Portugal.

“Temos muita procura. Temos muitos lusodescendentes e pessoas que nada têm a ver com a cultura portuguesa mas que querem conhecer Portugal”, salientou Raquel da Silva, uma emigrante das Caldas da Rainha que trabalha para a agência.

“Os preços em Portugal são acessíveis, há voos diretos, a comida é boa e barata e o vinho também. Os turistas falam muito da simpatia dos portugueses e uma coisa boa é a língua, sentem que não há dificuldades de comunicação”, referiu.

Raquel da Silva disse ainda que teve clientes americanos que quiserem fazer a lua-de-mel em Portugal.

Também Fátima Fernandes, da empresa Sagres Vacations, afirmou que os americanos são turistas que viajam o ano inteiro e que há muitos a “procuraram Portugal como destino para a lua-de-mel”.

“Portugal, em especial no último ano, explodiu. Está toda a gente à procura de Portugal”, salientou.

O Turismo de Portugal tem feito uma grande aposta nos EUA e as rotas diretas implementadas pelas companhias aéreas, como a TAP ou mais recentemente a United Airlines, têm contribuído para o aumento da procura por Portugal.

O próprio navio-escola Sagres assume o papel de embaixador de Portugal e de divulgador do país.

O veleiro é uma embaixada portuguesa que cruza os mares e cruza a formação de cadetes da Escola Naval com a divulgação do país e que firmou uma parceria com a Associação de Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR), sediada em Vila Real.

A ação de promoção a bordo realizou-se no âmbito do projeto “Norte – com um pé dentro…”, que tem como objetivo captar mais negócios para este território português.

Depois dos EUA, a missão empresarial segue para Toronto e Halifax, no Canadá.

+ notícias: Economia

Lucro da Ryanair desce 7%, em seis meses, para 1,2 mil milhões de euros

O lucro da Ryanair desceu 7% para 1,2 mil milhões de euros, em seis meses até 30 de setembro, informou esta segunda-feira a transportadora aérea, que registou, porém, a subida de receitas e de passageiros.

Registos de alojamento local aumentam de 14 mil para 77 mil em quatro anos

O alojamento local em Portugal cresceu cinco vezes nos últimos quatro anos, aumentando de 14 mil registos em 2014 para mais de 77 de mil estabelecimentos este ano, segundo o Registo Nacional de Estabelecimentos de Alojamento Local (RNAL).

Portugal importou mais de 300 mil toneladas de peixe este ano e exportou 153 mil toneladas

Portugal já importou mais de 300 mil toneladas de peixe este ano, o equivalente a 1.295.160 euros, maioritariamente oriundo de Espanha, Suécia, Países Baixos e China, segundo os dados compilados pelo Observatório do Mercado Europeu da Pesca e da Aquicultura.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.