Info

Volkswagen vai pagar 1.000 ME de multa na Alemanha devido a escândalo de emissões

| Economia
Porto Canal com Lusa

Berlim, 13 jun (Lusa) - A Volkswagen vai pagar mil milhões de euros de multa às autoridades na Alemanha, devido ao caso da fraude com as emissões de gases nos carros a diesel, anunciou hoje o grupo automóvel.

Através de uma declaração, a Volkswagen informou que vai aceitar a multa decidida pelas entidades judicias alemã, na cidade de Braunschweig, no centro norte da Alemanha, perto da localidade de Wolfsburg, onde o grupo tem a sua sede.

As entidades judiciais concluíram que a Volkswagen falhou no controlo adequado da atividade do seu departamento de desenvolvimento de veículos, o que resultou na produção de 10,7 milhões de carros a diesel com um 'software' de controlo de emissões ilegal, entre 2007 e 2015, depois vendidos em todo o mundo.

Trata-se de carros com o motor diesel EA 288 de terceira geração, nos Estados Unidos e Canadá, e com o motor EA 189 em outros países, equipados com uma função de 'software' ilegal.

O escândalo, que foi revelado em 2015, nos Estados Unidos, já teve elevados custos para o fabricante automóvel em multas definidas pelas autoridades norte-americanas.

O grupo disse esperar que o pagamento da multa na Alemanha tenha "efeitos positivos em outros procedimentos oficiais a decorrer na Europa contra a Volkswagen" e as suas participadas.

EA // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Carne de porco portuguesa duplica exportações ao iniciar vendas para a China em 2019

Os suinicultores portugueses têm "praticamente fechado" um acordo com a China, que lhes permite em 2019 duplicar as exportações e começar a crescer, três anos após a maior crise, anunciou esta terça-feira a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultura (FPAS).

Maço de tabaco deve aumentar 10 cêntimos no próximo ano

O aumento do Imposto sobre o Tabaco (IT) previsto na proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) pode significar uma subida de cerca de 10 cêntimos no maço de cigarros, segundo simulações feitas pela consultora Deloitte.

Portugal com taxa de risco de pobreza de 23,3%, abaixo da média da UE

Portugal apresentava em 2017 uma taxa de 23,3% de pessoas em risco de pobreza ou exclusão social, acima da média da União Europeia (UE 22,5%) mas 2,7 pontos abaixo da de 2008, divulgou hoje o Eurostat.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.