Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Viagem literária percorre lugares de Cantanhede que marcaram Carlos de Oliveira

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 13 jun (Lusa) -- Um projeto de viagens literárias na região de Coimbra propõe-se a percorrer, no sábado, as terras arenosas da Gândara, em Cantanhede, zona que acabaria por marcar a obra e o pensamento de Carlos de Oliveira.

A viagem, intitulada "Carlos de Oliveira, entre Coimbra e Cantanhede", é a segunda de uma série que arrancou em 2017, com um percurso dedicado a Antero de Quental, entre Coimbra e o Buçaco, numa iniciativa do Cineclube de Coimbra Fila K.

A segunda viagem literária decorre no sábado e começa em Coimbra, na casa onde o escritor neorrealista viveu enquanto estudante, seguindo-se um percurso focado em Cantanhede, seja na vila de Febres, onde viveu a infância, seja na zona da Gândara, que "haveria de estruturar o pensamento e obra" de Carlos de Oliveira, refere a organização.

"A Gândara teve uma grande influência no Carlos de Oliveira e é marcante na obra dele", disse à agência Lusa Carlos Coelho, um dos responsáveis pela iniciativa, apontando para o romance de 1943, "Casa na Duna", que remete para o universo arenoso e dunar dessa zona de Cantanhede.

O romance "Uma Abelha na Chuva" também é uma história "toda ela sediada num território muito idêntico à Gândara", notou, sublinhando que o escritor foi muito marcado por aquele território "difícil, muito arenoso, cheio de mosquitos" e que "o povo venceu e conquistou".

Os passeios vão ser acompanhados pela leitura de textos de Carlos de Oliveira por atores da cooperativa Bonifrates e António Pedro Pita e Nuno Caldeira vão abordar "aspetos da vida e obra do autor e da geografia gandaresa".

As inscrições podem ser feitas até sexta-feira (através do e-mail viagensliterarias.pt@gmail.com) e o percurso está limitado a um número máximo de 40 participantes.

Segundo Carlos Coelho, em julho, no âmbito do Festival das Artes, que decorre em Coimbra, será feita uma segunda edição da primeira viagem, dedicada a Antero de Quental.

O projeto pretende continuar a propor percursos em torno da vida e obra de outros escritores, como Fernando Namora (Condeixa-a-Nova), Vitorino Nemésio (Penacova) e Jorge de Sena (Figueira da Foz).

"Temos o propósito de mostrar outros locais que existem aqui ao lado de Coimbra e divulgar escritores que estudaram ou tiveram uma relação" com a cidade, explicou Carlos Coelho.

JYGA // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Homem morre afogado em Tondela

Um homem de 25 anos morreu hoje afogado na zona da praia fluvial em Sangemil, concelho de Tondela, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu.

Ordem dos Médicos diz que falta de obstetras pode deixar alguns hospitais sem partos

A Ordem dos Médicos avisa que a falta de obstetras pode afetar a assistência aos partos complicados dentro de semanas. Em causa estão as férias de Verão e o número reduzido destes especialistas nos hospitais públicos.

Cirurgias aumentaram 1,2% em 2017 e urgências diminuíram 1,4%

O número de cirurgias feitas no Serviço Nacional de Saúde aumentou 1,2% no ano passado, enquanto o número de episódios de urgência diminuiu 1,4%, segundo dados oficias hoje divulgados pelo Ministério da Saúde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

IV Festival de Guitarra de Amarante