Info

Sporting: Bruno de Carvalho vai continuar em funções, garante Elsa Tiago Judas

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 jun (Lusa) -- A Comissão Transitória (CT) da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting garantiu hoje que Bruno de Carvalho e o Conselho Diretivo (CD) do clube vão continuar em funções, apesar de suspensão imposta pela Comissão de Fiscalização.

"Vou garantir que ele vai continuar em funções", disse Elsa Tiago Judas em conferência de imprensa, acrescentando: "É a lei que lhe dá a garantia de que ele vai continuar em funções (...) Com certeza que o dr. Bruno de Cravalho e a sua direção estão legitimados por quem têm de estar, pelos sócios".

Elsa Tiago Judas, que participou na conferência de imprensa juntamente com Bernardo Trindade Barros, explicou a ausência de Bruno de Carvalho: "Ele não está aqui presente, porque entendeu que nós podemos explicar o que se passa".

A Comissão de Fiscalização (CF) designada pela Mesa de Assembleia Geral (MAG) do Sporting anunciou hoje ter suspendido preventivamente, e com efeitos imediatos, o Conselho Diretivo do Sporting.

Em conferência de imprensa, três dos cinco elementos da CF, explicaram que a nota de culpa, que suspende as funções e impede os membros do CD do Sporting de entrarem nas instalações do clube, já seguiu para os visados, que têm agora 10 dias úteis para o contraditório.

AO/AYCO // NFO

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

João Sousa vence em pares e segue para os quartos de final do Open da Austrália

O tenista português João Sousa e o argentino Leonardo Mayer qualificaram-se este domingo para os quartos de final do torneio de pares do Open da Austrália, ao baterem o argentino Maximo Gonzalez e o chileno Nicolas Jarry.

Tiago Fernandes diz que o FC Porto tem a melhor equipa e o melhor treinador do campeonato

Tiago Fernandes, treinador do GD Chaves, elogiou a equipa do FC do Porto e destacou o mérito do técnico portista.

FC Porto reforça que não houve "contrapartidas" pelos e-mails divulgados

O FC Porto reforçou esta quinta-feira, em comunicado, que não houve "contrapartida financeira ou outra" pelos e-mails que divulgou no Porto Canal, os quais diz que entregou à Polícia Judiciária "em simultâneo com o processo de denúncia pública".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.