Info

Homem condenado a 25 anos de prisão pelo homicídio dos pais e da irmã na Madeira

| País
Porto Canal com Lusa

Funchal, Madeira, 13 jun (Lusa) - O homem acusado de ter assassinado os pais e a irmã com tiros de caçadeira, em agosto de 2017, em Santana, no norte da Madeira, foi hoje condenado pelo tribunal a 25 anos de prisão.

Na leitura do acórdão, o juiz Filipe Câmara indicou que o arguido, José Emiliano Martins, de 51 anos, agiu de "forma consciente e de má fé", com o propósito de matar os pais e a irmã, crime que ocorreu quando estes se encontravam a dormir.

O tribunal condenou-o a duas penas de prisão de 25 anos pelos homicídios do pai, de 78 anos, e da mãe, de 73 anos, e uma pena de 20 anos pela morte da irmã, de 53 anos, o que em cúmulo jurídico resulta numa pena única de 25 anos.

O arguido foi ainda condenado a pagar uma indemnização ao irmão - 114 mil euros - e a dois sobrinhos - 90 mil euros a cada -, tendo-lhe sido também retirado o direito de herança sobre os bens dos pais.

DYC // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: País

Profissionais da ASAE exigem consultas de medicina em falta há quatro anos

O Sindicato Nacional dos Profissionais da ASAE (SNP-ASAE) defendeu este domingo a realização das consultas de medicina do trabalho a estes funcionários ainda no primeiro trimestre de 2019.

Polícia apreende 400 quilos de cocaína e detém oito pessoas em Portugal e Espanha

Oito pessoas foram detidas no norte de Portugal e na Galiza pelas autoridades dos dois países, que apreenderam 400 quilos de cocaína, segundo a agência de notícias espanhola, citando uma fonte da subdelegação do governo em Pontevedra.

Incêndio numa habitação na Covilhã provoca um ferido

Uma pessoa ficou ferida devido a um incêndio que deflagrou este domingo numa habitação, na Covilhã, informou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.