Info

Sporting: Bruno de Carvalho diz que rescisões não têm fundamento

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 jun (Lusa) - O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, disse hoje que as rescisões de contrato apresentadas por seis futebolistas alegando justa causa, na sequência das agressões na Academia de Alcochete, não têm fundamento.

"Estas rescisões não têm fundamento de justa causa. (...). Há aqui uma situação de chantagem, que não me parece quee seja para levar até ao fim, tão fraca é a argumentação. Estes processos não são para levar até ao fim", defendeu esta noite Bruno de Carvalho em conferência de imprensa.

O presidente 'leonino' falava depois de hoje terem dado entrada as cartas de rescisão dos jogadores Gelson Martins, Bruno Fernandes, William Carvalho e Bas Dost, que se juntaram a Rui Patrício e Podence.

Bruno de Carvalho afirmou ainda que deixará o cargo se estes jogadores manifestarem por carta que voltam atrás e que se mantêm no Sporting, na condição de o presidente do Sporting se demitir.

"Se o problema é este Conselho Diretivo, basta os atletas escreverem uma carta dizendo duas coisas: uma é que, se estas direcção se demitir voltam atrá rescisões e jogam no Sporting. E outra é que, se voltarmos a candidatar-nos e ganharmos, continuam a valer estas permissas", afirmou.

Estas rescisões surgem na sequência, entre outros casos, das agressões sofridas por vários elementos do plantel e da equipa técnica em 15 de maio, na Academia do Sporting, em Alcochete, por cerca de 40 pessoas encapuzadas. Destes atacantes foram detidos 27, que ficaram em prisão preventiva.

De acordo com o código do trabalho, a declaração de resolução do contrato por justa causa deve acontecer nos 30 dias subsequentes aos factos que a justificam, pelo que até quinta-feira, 14 de junho, outros jogadores do plantel profissional do Sporting poderão rescindir.

PA // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

População de Vila Real dividida entre nos prognóstico do jogo frente ao FC Porto

A última vez que o FC Porto jogou em Vila Real foi há 30 anos e venceu por 4-0. Ainda assim, entre os transmontanos há quem acredite na vitória sobre os dragões.

Equipa do Vila Real diz estar confiante para o jogo frente ao FC Porto mas não esconde nervosismo

Sport Clube Vila Real, dos escalões distritais, recebe esta sexta-feira o FC Porto para a Taça de Portugal. A equipa diz estar confiante mas não esconde o nervosismo de defrontar o atual campeão nacional.

Rui Patrício dispensado da seleção portuguesa para o particular com a Escócia

O guarda-redes Rui Patrício foi este sábado dispensado da seleção portuguesa de futebol, que joga domingo um particular na Escócia, disse à agência Lusa fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.