Info

Primavera Sound ultrapassa os 100 mil visitantes e regressa de 06 a 08 junho em 2019

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Primavera Sound do Porto, cuja sétima edição chega ao fim esta madrugada, fecha com um registo de mais de 100 mil visitantes este ano e regressa entre 06 e 08 de junho de 2019, anunciou este domingo a organização.

Atualizado 11-06-2018 11:21

"Com uma média de 30 mil pessoas em cada um dos três dias no Parque da Cidade, além das cerca de 30 mil que se reuniram em frente à Câmara Municipal do Porto no concerto grátis de Fatboy Slim, no dia 07 de junho, o NOS Primavera Sound recebeu público de mais de 60 países", lê-se num comunicado divulgado esta noite pela organização, que considerou esta sétima edição como um "ponto de viragem na trajetória do festival".

Segundo a organização, "há edições que marcam um antes e um depois num festival, e a sétima do Primavera Sound no Porto será lembrada como uma delas", acrescenta o mesmo documento.

O Primavera Sound 2018 ultrapassou pela primeira vez a barreira dos "100 mil visitantes" com uma programação artística liderada por Nick Cave and The Seeds, Lorde, A$AP Rocky, Tyler, The Creator, The War on Drugs, Fever Ray e Jamie XX, entre outros, consolidando o festival português como "um dos eventos de referência a nível europeu", acrescenta a organização.

O diretor do Primavera Sound, José Barreiro, mostrou-se hoje "satisfeito com o sucesso desta edição", onde foi possível "elevar ainda mais o padrão de conforto e comodidade de todos os que visitam o festival".

O Primavera Sound regressa ao Parque da Cidade de 06 a 08 de junho de 2019.

+ notícias: Norte

Imposto das Finanças deixa paróquia de Paço de Sousa, em Penafiel, com penhora de 1300 euros

As Finanças estão a cobrar a instituições ligadas à igreja a chamada taxa mortágua aplicada aos contribuintes com maior riqueza. É o caso da Igreja Paroquial de Paço de Sousa em Penafiel. O Fisco penhorou mais de 1300 euros em dívida por uma avaliação que é considerada ilegal pela instituição.

Incêndio em vacaria da Póvoa de Varzim matou 500 vacas

Um incêndio numa vacaria na Póvoa de Varzim, no distrito do Porto, provocou esta terça-feira a morte de 500 animais, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto (CDOS).

35 pessoas e 21 empresas começaram a ser julgadas por lesarem o Fisco em mais de 70 milhões de euros

Esta segunda-feira 35 pessoas e 21 empresas começaram a ser julgadas por lesarem o Fisco em mais de 70 milhões de euros com um esquema de compra e venda de ouro. Na próxima audiência que está marcada para o dia 19 de novembro vão ser ouvidos cinco arguidos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.