Jornal Diário Jornal das 13

Governo volta a reunir-se com camionistas na segunda-feira e acredita em acordo

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 03 mai (Lusa) -- O Governo diz acreditar num acordo com os camionistas, com quem se volta a reunir na segunda-feira, e acrescenta que, das duas associações do setor, chegou a um acordo de princípio com uma.

Segundo o secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, o acordo de princípio com a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) contempla a criação de uma linha de crédito para os transportadores, "que permite uma antecipação no pagamento das faturas".

O acordo contempla ainda a subida do limiar do gasóleo profissional dos 30 mil para os 35 mil litros, "uma medida que tem sido reivindicada" pela classe, disse o secretário de Estado, no âmbito de uma declaração que fez no Ministério do Planeamento e das Infraestruturas a propósito de uma greve de ferroviários marcada para segunda-feira.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter declarações da ANTRAM.

Já hoje o presidente da Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), Márcio Lopes, tinha dito à Lusa que os associados "renunciam" à proposta apresentada pelo Governo, classificando-a como "vaga" e sem "cabimento", não descartando a possibilidade de continuar a luta.

"Os associados, [que estiveram reunidos este sábado], na sua totalidade, renunciaram a proposta do Governo, que não tem cabimento. O que [o executivo] pondera fazer é vago, pois não apresenta medidas concretas para o setor", disse Márcio Lopes, em declarações à Lusa.

"O Governo tem até dia 15 para fazer a sua parte, depois vamos ver", disse.

Em 28 de maio, os camionistas iniciaram uma ação de protesto que incluiu a paralisação da circulação e marchas lentas, que, no entanto, não teve muita adesão.

Nas palavras do secretário de Estado, em conjunto com a ANTRAM e com a ANTP vai ser possível chegar a uma solução.

"Acredito que dentro dos constrangimentos orçamentais conseguiremos chegar a uma solução", disse.

FP (PE) // MCL

Lusa/fim

+ notícias: Política

Ministro diz que Traje à Vianesa tem condições para ser candidato a património mundial

O ministro da Cultura afirmou este sábado, em Viana do Castelo, onde marcou presença no cortejo da Romaria d' Agonia, que o Traje à Vianesa "tem todas as condições" para integrar a lista indicativa de Portugal a Património Mundial.

Governo decreta dispensa de trabalhadores que sejam bombeiros nos distritos em alerta

O Governo determinou esta sexta-feira a dispensa de funcionários públicos e do setor privado que sejam ao mesmo tempo bombeiros nos distritos em alerta vermelho "face ao significativo agravamento do risco de incêndio florestal".

BE quer aproximar salários dos trabalhadores aos dos gestores

O Bloco de Esquerda (BE) quer diminuir a desigualdade salarial entre os gestores e os trabalhadores da mesma empresa em Portugal, avançando com um projeto de lei que abre a porta à fixação de rácios.

Atualizado 18-08-2018 11:50

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Olá Maria!

Trend(i) - diferentes tipos de bolsas...

N'Agenda

Exposição 'Amor com amor...