Info

Proteção Civil alerta para burlas com coimas sobre limpeza dos terrenos florestais

| País
Porto Canal com Lusa

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou este sábado para a existência de tentativas de burla relacionadas com coimas sobre alegados incumprimentos na limpeza dos terrenos florestais, referindo que a entidade não cobra multas.

"A Autoridade Nacional de Proteção Civil adverte os cidadãos para a eventualidade de poderem ser abordados por estranhos, que, agindo de má-fé e fazendo-se passar por elementos da proteção civil, visem burlar os desprevenidos, fazendo-os crer na existência de coimas em seu nome devidas pelo incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais de que são proprietários", refere a ANPC num comunicado enviado à agência Lusa.

A Proteção Civil revela que já teve conhecimento de um caso, que ocorreu no distrito de Viana do Castelo.

"O burlão em causa demandou um cidadão para que este fizesse o pagamento do valor de uma coima, para um determinado NIB, até ao final desse mesmo dia, sob pena daquele duplicar", adianta a nota.

A ANPC esclarece que os serviços de proteção civil não procedem à cobrança de coimas por incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais.

"Recomenda-se que qualquer tentativa feita nesse sentido seja imediatamente participada às autoridades policiais", conclui.

+ notícias: País

Juízes desmarcam dia de greve em janeiro após retoma de negociações com Governo

A Associação Sindical de Juízes Portugueses (ASJP) desconvocou a greve marcada para 23 de janeiro, após terem sido reatadas as negociações com o Governo sobre as alterações ao Estatuto do Magistrados Judiciais, disse o presidente da ASJP à Lusa.

Um terço dos heliportos hospitalares impedidos de receber voos noturnos

Um terço dos heliportos hospitalares, incluindo o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, estão impedidos de receber voos noturnos de emergência médica por não cumprirem vários requisitos técnicos como a ausência de sinalização luminosa de auxílio à aterragem.

Tribunal marca para 18 de junho leitura do acórdão do processo 'Jogo Duplo'

O Tribunal Central Criminal de Lisboa marcou esta segunda-feira para 18 de junho a leitura do acórdão do processo denominado de 'Jogo Duplo', com 27 arguidos, relacionado com viciação de resultados na II Liga portuguesa de futebol.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.