Info

Défice orçamental sobe 165ME e ultrapassa 2.000ME até abril

Défice orçamental sobe 165ME e ultrapassa 2.000ME até abril
| Economia
Porto Canal com Lusa

O défice orçamental em contas públicas totalizou 2.022 milhões de euros até abril, mais 165 milhões de euros, devido a um crescimento da despesa superior ao da receita, divulgou esta sexta-feira o Ministério das Finanças.

Num comunicado que antecede a publicação, pela Direção-Geral de Orçamento (DGO), da síntese de execução orçamental até abril, o Ministério das Finanças afirma que o défice das Administrações Públicas aumentou 165 milhões de euros em termos homólogos, totalizando 2.022 milhões de euros.

"Esta evolução é explicada por um crescimento da despesa (4,1%) superior ao da receita (3,8%)", explica a tutela.

O ministério liderado por Mário Centeno assegura que "quando corrigidos os fatores especiais que influenciam a execução, mas que não afetam o défice anual em contas nacionais, esta evolução está em linha com a melhoria prevista do défice em contas nacionais inscrita no Orçamento do Estado 2018 (OE2018)".

No mesmo período, o excedente primário -- que exclui os encargos com a dívida pública -- ascendeu a 1.474 milhões de euros, tendo aumentado 418 milhões de euros relativamente a abril de 2017.

+ notícias: Economia

Sindicato suspende greve na CP

O Sindicato Ferroviário da Revisão e Comercial Itinerante (SFRCI) suspendeu este sábado o pré-aviso de greve marcada para segunda e terça-feira depois de o Governo ter acordado "a contratação de trabalhadores operacionais" e outras áreas necessárias da CP.

Atualizado 19-05-2019 10:54

Governo reforçou verbas para manuais gratuitos e quer incentivar a reutilização

O Ministério da Educação diz ter como prioridade o incentivo à reutilização dos manuais escolares e que já houve um reforço do orçamento para este programa, em resposta à auditoria feita pelo Tribunal de Contas (TdC).

CP alerta para "fortes perturbações" nos dias 20 e 21 devido à greve

A CP alertou esta quarta-feira para "fortes perturbações na circulação" nos dias 20 e 21 de maio devido à greve dos revisores, prevendo supressões de comboios, a nível nacional, em todos os serviços.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.