Info

Pelo menos cinco mortos na Índia devido ao vírus Nipah, 94 pessoas em quarentena

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Pelo menos cinco pessoas morreram no sul da Índia devido ao vírus Nipah e perto de uma centena encontra-se atualmente em quarentena, declarou hoje um responsável local.

"Podemos confirmar que cinco pessoas morreram devido ao vírus Nipah" e que "94 pessoas em contacto com os afetados pelo vírus [que morreram] foram colocadas em quarentena, por precaução", declarou K.J. Reena, responsável pela vigilância sanitária do estado de Kerala, no extremo sudoeste do país.

O vírus Nipah, muito comum no Sul e no Sudeste Asiático, é transportado por morcegos, sendo fatal em 70% dos casos.

Este vírus foi identificado pela primeira vez na Malásia, em 1998, na região que lhe deu o nome.

Todas as vítimas foram registadas no zona de Kozhikode (antiga Calicute), nomeadamente entre vários membros de uma mesma família, e uma enfermeira que os tratou. De acordo com os 'media' locais, dez pessoas morreram já devido a esta zoonose, mas as autoridades aguardam os resultados de análises para se pronunciarem.

O vírus Nipah, com casos já assinalados de transmissão entre humanos, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pode causar encefalites mortais e comas. Até ao momento, não existe qualquer vacina.

Esta é a primeira vez que o vírus surge em Kerala e a terceira na Índia. É possível encontrar este vírus nas zonas rurais do Bangladesh, onde causou mais de 100 mortos quando foi confirmado pela primeira vez no país, em 2001, ou no estado indiano adjacente de Bengala Ocidental.

+ notícias: Mundo

Parlamento britânico chumba moção de censura ao Governo conservador de May

O Parlamento britânico rejeitou hoje uma moção de censura ao Governo conservador da primeira-ministra Theresa May, com 325 votos contra e 306 a favor.

Tripulantes de helicóptero que caiu ao mar no Rio de Janeiro resgatados com vida

Os quatro tripulantes de um helicóptero da polícia militar do estado brasileiro do Rio de Janeiro que caiu hoje por volta das 09:00 locais (11:00 em Lisboa), foram resgatados com vida, divulgaram as autoridades locais.

Responsáveis pelo ataque na Colômbia devem ser levados à justiça - Guterres

Nações Unidas, 18 jan (Lusa) - O secretário-geral da ONU, António Guterres, instou hoje as autoridades da Colômbia a levarem a tribunal os responsáveis pelo ataque com um carro armadilhado que explodiu, na quinta-feira, numa academia de polícia em Bogotá e provocou 21 mortos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.