Info

OMS convoca Comité de Emergência para analisar evolução do Ébola da RD Congo

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Genebra, 18 mai (Lusa) - O Comité de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reunir-se hoje por teleconferência para analisar a evolução da epidemia de ébola na República Democrática do Congo (RDC).

Uma vez concluídas as discussões, os especialistas apresentarão um relatório ao diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, no qual podem recomendar a manutenção das medidas de vigilância e controle ou que seja declarada uma "emergência de saúde" internacional, disse à agência Efe um porta-voz da organização.

O Diretor-Geral da OMS divulgará posteriormente os resultados das deliberações e decisões científicas tomadas, numa conferência de imprensa durante a tarde em Genebra.

Tedros deveria ter comparecido na quinta-feira perante os jornalistas para anunciar as prioridades da 71.ª Assembleia Anual da OMS, que acontecerá na próxima semana, em Genebra, com a presença de ministros e outras autoridades de saúde dos 194 estados membros.

No entanto, devido à perturbadora evolução do Ébola na República Democrática do Congo, Tedros dedicará a sua conferência de imprensa a esta situação e às suas implicações internacionais, disse a porta-voz da OMS, Fadela Chaib.

Na semana passada, a OMS considerou "elevado" o risco de propagação da epidemia de ébola na República Democrática do Congo (RDC) e disse que estava a preparar-se para o "pior dos cenários".

"Estamos muito preocupados e estamos a preparar-nos para todos os cenários, incluindo o pior", declarou na altura o diretor do programa de gestão de situações de emergência da OMS, Peter Salama, durante uma conferência de imprensa em Genebra.

O responsável, citado pela France Presse, precisou que a agência especializada das Nações Unidas contabilizou 32 casos, entre os quais 18 mortes, entre 04 de abril e 09 de maio.

A última epidemia de ébola de impacto internacional ocorreu na África Ocidental entre 2014 e 2016, causando mais de 11.000 mortes na Guiné, Serra Leoa e Libéria, países cujas economias e estruturas sociais sofreram gravemente com a situação.

SO (AH) // SB

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Ministro da Defesa de Israel odena reabertura de entradas para Gaza

O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, ordenou este domingo a reabertura das entradas de Gaza para pessoas e bens quatro dias depois de terem sido encerradas em resposta a um disparo de morteiro que atingiu o território.

Passaporte português é plano de fuga para brasileiros após eleições

Procurar por um passaporte português passou a ser um plano alternativo, nas últimas semanas, para brasileiros que, receando o aumento da violência após as eleições presidenciais de 28 de outubro, equacionam deixar o país.

Donald Trump volta a defender separação de famílias na fronteira com o México

O Presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a defender este sábado a separação de famílias de imigrantes na fronteira com o México, encorajando todos os que "sentem" que vão ser separados a não entrarem no território.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.