Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Eutanásia: Atual e ex-bastonários vão pedir audiência a Marcelo

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 mai (Lusa) -- O atual e antigos bastonários dos Médicos vão pedir uma audiência ao Presidente da República para apresentar uma carta conjunta em que se manifestam contra a despenalização da eutanásia e para o sensibilizar para o tema.

Segundo disse à agência Lusa o bastonário Miguel Guimarães, o pedido de audiência vai ser formalizado pela Ordem nos próximos dias e o encontro com Marcelo Rebelo de Sousa servirá para apresentar a carta subscrita por seis bastonários sobre a despenalização da eutanásia.

Na declaração dos vários bastonários da Ordem, que foi divulgada logo em 2016, estes médicos opõem-se à despenalização eutanásia. Os profissionais que lideraram a Ordem dos Médicos manifestam-se igualmente contra o "suicídio farmacologicamente assistido."

O parlamento vai discutir a 29 de maio quatro projetos de lei sobre a morte medicamente assistida ou a despenalização da eutanásia, projetos do PAN, Bloco de Esquerda, PS e Partido Ecologista Os Verdes.

ARP // HB

Lusa/fim

+ notícias: Política

Governo tem previstas mil ações de preservação da orla costeira entre 2020 e 2030

O Governo tem previstas mil ações de preservação da orla costeira entre 2020 e 2030. A Secretaria de Estado do Ordenamento do Território visitou, na passada segunda-feira, três destas intervenções que se estão a realizar em Vila Nova de Gaia.

Vila Real e Paços de Ferreira: os opostos no que toca a pagar aos fornecedores

A Direção-Geral das Autarquias Locais apresentou um ranking que demonstra que em Portugal cerca de um terço das autarquias demoraram, em 2017, mais de um mês para pagar aos fornecedores. Um dos destaques positivos na região Norte vai para Vila Real, que demora apenas um dia a pagar aos fornecedores, já no lado oposto, está a autarquia de Paços de Ferreira que em 2017 demorava, em média, cerca de dois anos a pagar.

Assunção Cristas preocupada com os cortes previstos para áreas como a agricultura

Assunção Cristas diz que o Governo não está a fazer tudo o que pode para negociar o melhor Orçamento possível da Comissão Europeia. A presidente do CDS-PP, que esteve em Viana do Castelo na pssada segunda-feira, onde decorrem as jornadas parlamentares, mostra-se preocupada com os cortes previstos para áreas como a agricultura.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.