Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Colômbia acusa Caracas de usar colombianos para votarem nas presidenciais

| Mundo
Porto Canal com Lusa

­Caracas, 18 mai (Lusa) - O Presidente da Colômbia denunciou na quinta-feira que o chefe de Estado da Venezuela ativou um plano para dar documentos de identificação e transportar cidadãos colombianos para votarem nas eleições presidenciais venezuelanas de domingo.

"De acordo com fontes dos serviços secretos, temos conhecimento de um plano do regime de [Nicolas] Maduro, em marcha desde finais do ano passado, para conceder identificação e transporte a cidadãos colombianos para votarem no próximo domingo, 20 de maio", afirmou Juan Manuel Santos.

A denúncia foi feita na televisão estatal colombiana, Canal Institucional. Juan Manuel Santos sublinhou que Bogotá não aceitará os resultados eleitorais.

"Reitero que não vamos reconhecer os resultados dessas eleições", acrescentou.

O Presidente colombiano explicou pormenores do plano venezuelano em curso, como "os procedimentos e os pagamentos para garantir o movimento de eleitores e o voto a favor de Maduro", o que levou o Governo colombiano a ordenar um reforço dos controlos fronteiriços.

FPG // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pelo menos cinco mortos na Índia devido ao vírus Nipah, 94 pessoas em quarentena

Pelo menos cinco pessoas morreram no sul da Índia devido ao vírus Nipah e perto de uma centena encontra-se atualmente em quarentena, declarou hoje um responsável local.

Sismo de magnitude 5,9 registado no México

Um sismo de magnitude 5,6 foi registado, no domingo, com epicentro no sul do estado de Guerrero, desencadeando um alerta na Cidade do México, sem registo de vítimas ou danos materiais, anunciaram as autoridades.

Nicolas Maduro vence presidenciais da Venezuela

O chefe de Estado venezuelano, Nicolas Maduro, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo pela autoridade eleitoral, com perto de 70% dos votos, depois de contados quase todos os boletins.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.