Jornal Diário Jornal das 13

Brexit: Londres admite permanecer na união aduaneira até 2021

| Economia
Porto Canal com Lusa

Londres, 17 mai (Lusa) -- O Governo britânico pretende prolongar por algum tempo a permanência na união aduaneira europeia após o período de transição pós-'Brexit', por admitir que os acordos comerciais não estejam concluídos a tempo, noticiou hoje a imprensa britânica.

Segundo o jornal The Telegraph, os principais ministros do executivo de Theresa May concordaram esta semana que o Reino Unido vai continuar a seguir as regras da União Europeia (UE) por um período que pode ir até dois anos depois do fim da fase de transição, em dezembro de 2020.

O Reino Unido deve sair da UE em março de 2019, mantendo-se na união aduaneira durante o período de transição, o tempo necessário para finalizar um novo acordo de parceria.

A incerteza acentua-se quanto à data da aplicação de um novo sistema alfandegário, uma vez que o governo ainda não anunciou o que vai propor a Bruxelas.

A ideia de prolongar o período de transição foi evocada várias vezes nas últimas semanas, designadamente pelo ministro das Empresas, Energia e Estratégia Industrial, Greg Clark.

Theresa May repetiu hoje, à chegada à cimeira europeia a decorrer na Bulgária, que "o Reino Unido vai sair da união aduaneira", mas não apontou qualquer data.

A hipótese de prolongar a permanência na união aduaneira é rejeitada pelos partidários do chamado 'hard Brexit', uma rutura total com todos mecanismos europeus.

O Reino Unido prometeu reduzir o máximo possível os controlos fronteiriços sobre mercadorias em trânsito de e para a UE e evitar uma fronteira rígida entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, membro da UE.

Simultaneamente, Londres quer assinar acordos comerciais com países terceiros.

MDR // ANP.

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Uma em cada cinco livrarias da base de dados do Ministério da Cultura já não existe

Uma em cada cinco livrarias da base de dados do Ministério da Cultura sobre a rede livreira nacional já não existe e, das restantes, a tutela só tem conhecimento de um terço que cumpre os requisitos para ser livraria.

Desconvocada greve dos trabalhadores que fazem manutenção dos Alfa Pendular

A greve dos trabalhadores da Unidade de Manutenção de Alta Velocidade (UMAV) da Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário (EMEF) ao trabalho extraordinário, que começava este sábado, foi desconvocada após o anúncio de recrutamento de nove eletromecânicos.

Não param de aumentar os registos de alojamento local

Tem aumentado exponencialmente o número de registos de alojamento local em Portugal. Os proprietários estão a aproveitar enquanto a nova lei não entra em vigor. Com as novas regras, as autarquias passam a ter mais poderes e podem inclusive criar zonas nas cidades sem este tipo de alojamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.