Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Aplicação chinesa de transporte obriga motoristas a reconhecimento facial

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Pequim, 17 mai (Lusa) - A aplicação de transporte privado Didi, o Uber chinês, vai obrigar os motoristas a submeterem-se diariamente ao reconhecimento facial, anunciou hoje a empresa.

O reconhecimento facial será obrigatório para cada viagem, numa decisão tomada depois de um condutor ter alegadamente assassinado uma passageira de 21 anos, em Zhengzhou, no centro da China.

Na madrugada de 06 de maio, uma hospedeira de bordo chinesa de 21 anos, identificada como Li, foi assassinada, durante uma viagem num carro privado, solicitado através da aplicação Didi.

O corpo seminu da jovem foi encontrado passado dois dias, com sinais de abuso sexual.

A polícia encontrou mais tarde um outro corpo, presumivelmente o do motorista, Liu Zhenhua, suspeito de matar Li antes de abandonar o automóvel e de se atirar a um rio.

O suspeito terá acedido à conta do Didi do pai para atuar como motorista.

Já em maio de 2016, uma mulher de 24 anos tinha sido assassinada por um motorista registado no Didi.

Neste caso, o homem utilizou a carta de condução e bilhete de identidade para se registar na plataforma, mas utilizava uma matrícula falsa no automóvel.

Na mesma semana, os jornais chineses informaram que quatro adolescentes chinesas denunciaram um motorista do Didi à polícia por se masturbar enquanto conduzia.

JPI // EJ

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Bomba em restaurante faz pelo menos 15 feridos em Toronto

Pelo menos 15 pesoas ficaram feridas, três das quais com gravidade, depois de dois desconhecidos terem deflagrado uma bomba dentro de um restaurante indiano nas imediações de Toronto, no Canadá, informaram hoje as autoridades.

Um dos últimos tabus da guerra colonial passa por "Furriel Não É Nome de Pai"

Lisboa, 26 mai (Lusa) -- O sentimento é de puro abandono e nem mesmo a meia idade os impede de chorar por um pai anónimo, que tanto se pode chamar "furriel" com um qualquer apelido. Na Guiné-Bissau, são considerados "restos de tuga".

Bienal de Arquitetura de Veneza abre hoje ao público e anuncia premiados

Lisboa, 26 mai (Lusa) - A 16.ª Exposição Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza abre hoje ao público, na cidade italiana, com a participação de Portugal através da exposição "Public Without Rethoric", onde serão anunciados os prémios pela organização.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.