Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Enfermeiros do Hospital São João no Porto fazem duas horas de greve na quinta-feira

Enfermeiros do Hospital São João no Porto fazem duas horas de greve na quinta-feira
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) convocou uma greve de duas horas para quinta-feira, no Hospital São João, de forma a chamar a atenção para o “caos” que são os horários dos profissionais de saúde, informou esta terça-feira o órgão.

“As precárias condições de trabalho dos enfermeiros que têm vindo a agravar-se motivam esta greve e concentração dos enfermeiros à porta do Hospital de São João”, indica comunicado do SEP hoje divulgado.

No documento, o SEP denuncia que “as horas em dívida acumulam-se e já são cerca de 60 mil horas” e “a carga horária semanal aumenta a cada semana, impedindo que os enfermeiros gozem os períodos de descanso a que têm direito”.

“Igualmente, não são cumpridos as horas de descanso entre turnos. E, o recurso a turnos de 12 horas, ilegais, passou a ser a regra da vida de trabalho destes profissionais”, assinala o sindicato para quem “o Ministério da Saúde/Governo são responsáveis pelas ilegalidades que estão a ser praticadas e ainda, pelas condições de trabalho dos enfermeiros potenciadoras de causar o aparecimento de sinais e sintomas de doença nestes profissionais”.

À Lusa, Fátima Monteiro, enfermeira e dirigente nacional do SEP, explicou que os horários “são um caos”, o que “vai ter reflexo na prestação de cuidados, na quantidade e qualidade”, para além do “cansaço, depressões e exaustão” que disse serem frequentes nos enfermeiros.

“Os colegas fazem 12 horas consecutivas, não têm folgas nem fim de semana e a situação está a atingir contornos insustentáveis. Os conselhos de administração dizem que a única solução é reduzir o número de camas. Logicamente que esta política é inaceitável”, criticou.

A greve na próxima quinta-feira, explicou, é uma “forma de chamar atenção para as condições em que os enfermeiros estão a trabalhar”, não sendo cumpridas “as mais elementares regras de elaboração de horário”

A dirigente sindical adiantou que “para dia 30 de maio esta prevista uma greve de um dia com concentração dos enfermeiros na Unidade Local de Saúde de Matosinhos”.

“Se o Ministério da Saúde responder negativamente, vamos continuar a pressionar. Nunca desistimos”, frisou.

Na passada semana, o mesmo sindicato denunciou que há 130 mil horas de trabalho em dívida a estes profissionais nos hospitais de São João e Santo António (Porto), e Pedro Hispano (Matosinhos), alertando ser “emergente” contratar mais profissionais.

“É emergente a contratação de enfermeiros com a iminência de fecharem camas”, alertou então Fátima Monteiro, referindo que as “horas em débito” aos enfermeiros vão “aumentar” ainda mais com a entrada do “período de férias” e com os profissionais com “contrato individual de trabalho a passarem de 40 para 35 horas semanais” a partir de 01 de julho próximo.

Questionado pela Lusa, o Hospital São João escusou-se a comentar as críticas e a greve dos enfermeiros.

+ notícias: Norte

Investigadores da Universidade do Minho descobrem nova terapia que permite reverter lesões na medula

Uma equipa de investigadores da Universidade do Minho descobriu uma nova terapia que permite reverter lesões na medula. A abordagem terapêutica que combina células estaminais e biomateriais foi para já testada em animais.

Acidente provoca um morto e um ferido em Santo Tirso

Um homem com cerca de 50 anos morreu e outro ficou com ferimentos ligeiros numa colisão entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 105 em Refojos, Riba D'Ave, Santo Tirso, apurou o Porto Canal junto da Proteção Civil e os Bombeiros Voluntários de Santo Tirso.

Atualizado 27-05-2018 12:00

Bombeiros resgatam turista perdida no Gerês

Equipas de bombeiros de Montalegre e Salto procederam esta noite ao resgate de uma turista inglesa que se "perdeu e desorientou" num trilho do Parque da Peneda Gerês, mas conseguiu pedir ajuda por telemóvel, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.