Jornal Diário Jornal das 13

Treze dos 32 meios aéreos previstos para combate aos incêndios disponíveis desde esta terça-feira

Treze dos 32 meios aéreos previstos para combate aos incêndios disponíveis desde esta terça-feira
| País
Porto Canal com Lusa

Treze dos 32 meios aéreos previstos para a fase reforçado (nível II), que começa esta terça-feira, estão disponíveis a partir desta data, disse o Governo.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) anuncia que a partir de hoje estão disponíveis 13 helicópteros e que 12 aviões foram já contratados.

O MAI indica também que o Governo assegurou já a contratação de mais de 28 meios aéreos (helicópteros ligeiros e médios), através de quatro empresas, encontrando-se assim garantido o aluguer dos 50 meios aéreos previstos para o Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais (DECIR) 2018.

"Os meios serão disponibilizados à medida que forem sendo concluídos os procedimentos", é referido na nota.

O DECIR entra a partir de hoje em vigor no nível de empenhamento reforçado (nível II), mantendo-se até 31 de maio.

O MAI adianta que o "empenhamento reforçado implica, de imediato, o incremento dos meios disponibilizados por parte das forças e serviços que integram o Dispositivo, sendo compostos por 6.290 operacionais, organizados em 1.473 equipas, e 1.441 viaturas".

O dispositivo integra também 72 postos de vigia, que asseguram a capacidade de vigilância e deteção de fogos florestais.

Estes recursos são provenientes dos Corpos de Bombeiros, da Força Especial de Bombeiros da Autoridade Nacional da Proteção Civil, do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR, do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR, da PSP, dos Sapadores Florestais e do Corpo Nacional de Agentes Florestais do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas.

Este ano, as fases de combate a incêndios foram substituídas por níveis de prontidão, passando o dispositivo a estar permanente ao longo do ano e reforçado entre 15 de maio e 31 de outubro.

De acordo com a Diretiva Operacional Nacional (DON), o maior reforço de meios está previsto para os meses de junho e outubro, mas continua a ser entre julho e setembro, conhecida pela fase mais crítica de incêndios, o período que mobiliza o maior dispositivo.

+ notícias: País

Mais de 70 patrulhas militares reforçam prevenção de incêndios

Mais de 70 patrulhas militares (19 da Marinha e 53 do Exército), num total de 226 militares, estão no terreno desde este sábado e até ao dia 25 para apoiar a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) na prevenção de incêndios.

Famílias com bebés recém-nascidos recebem apoio de projeto solidário

Várias famílias carenciadas com bebés recém-nascidos, de Norte a Sul do país, estão a ser apoiadas durante um ano por um projeto inovador. O Porto Canal foi conhecer o caso do Moisés, um bebé de quatro meses que recebeu um cabaz com vários produtos, sendo que para os pais esta é uma ajuda preciosa.

Peritos sem formação podem estar a beneficiar seguradoras na análise dos acidentes

A Câmara Nacional dos Peritos reguladores pede mais regras para o setor. De acordo com a associação, a falta de formação e de requisitos não garante a independência para as seguradoras nem para os lesados.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.