Jornal Diário Jornal das 13

Pinto da Costa: "Nunca mais esquecerei este dia"

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

A 30 de maio de 1999, a equipa do FC Porto subia à varanda do edifício da Câmara Municipal do Porto para celebrar a conquista do inédito pentacampeonato. Desde então, festejaram-se 29 títulos - 25 nacionais e quatro internacionais -, mas as portas da autarquia mantiveram-se fechadas até que, este sábado, 12 de maio de 2018, se voltaram a abrir para a comemoração do 28.º título de campeão nacional da história do clube.

Atualizado 14-05-2018 12:13

É também o 21.º em 36 anos de presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa, que durante a cerimónia de homenagem aos campeões nacionais, foi distinguido com a Medalha de Honra em ouro da cidade, a condecoração máxima atribuída pela autarquia.

“Nunca mais esquecerei este dia, nunca mais deixarei de me lembrar e de olhar para esta medalha, porque ela representa não só o quanto eu amo o Porto, mas quanto amam o Porto todos aqueles que ma atribuíram”, garantiu Pinto da Costa, que não deixou de notar a “feliz coincidência” de receber o galardão no momento em que o clube volta a ser recebido nos Paços do Concelho para “festejar e entregar a todos aqueles que estão lá fora a taça conquistada brilhantemente pelos jogadores.”

“Felizmente que hoje, como em 1999, temos à frente da Câmara do Porto não um homem que gosta do FC Porto, mas um homem que, além disso ama, a cidade do Porto. E quem ama a cidade do Porto, como naturalmente ama o nosso presidente da camara, os nossos vereadores e todos os que estão na Assembleia municipal, evidentemente que tem que abrir as suas portas aqueles que honram e levam o nome da cidade do Porto a todo o mundo”, sublinhou.

As primeiras palavras do líder portista - que em 1985 já tinha sido distinguido pela autarquia Porto com a Medalha de Mérito – foram de agradecimento ao presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, de quem partiu a iniciativa de lhe atribuir da Medalha de Honra, um gesto que o encheu de emoção e felicidade. “Fiquei muito feliz porque, como sabe amo, o Porto desde os primeiros momentos da minha vida. E saber que apresentou a proposta à vereação da Câmara Municipal e que a mesma foi levada a Assembleia Municipal e, conforme me transmitiu, não houve uma única abstenção, faz-me envolver num grande abraço todos aqueles que estão a serviço a cidade do Porto, seja na vereação, seja na Assembleia”, acrescentou.

Rui Moreira começou a sua intervenção por falar de justiça, da justiça que a cidade faz ao atribuir o galardão máximo “a um dos seus mais ilustres cidadãos”, que “representa aquilo que é de mais essencial na cidade do Porto”. E também falou de contas e de promessas na hora de assinalar o regresso do FC Porto à aos Paços do Concelhio.

“Boas contas é também sabermos ser gratos, é fazermos contas com aqueles que nos representam, nos honram, com quem nos sentimos bem. O FC Porto é uma extraordinária marca da cidade, é uma marca tão grande que venceu adversidades durante anos. Estamos a contribuir para uma promessa que fizemos, que na cidade do Porto voltaria a haver um tempo para que a felicidade pudesse fazer parte da política e a política estivesse também ao serviço da felicidade dos portuenses”, afirmou o autarca, endereçando os parabéns aos jogadores e à equipa técnica pelo título, antes de voltarem à varanda municipal para mostrar a taça de campeão nacional ao Mar Azul que inundou os Aliados.

+ notícias: FC Porto

Leonel Fernandes chega à equipa de andebol do FC Porto com orgulho

Leonel Fernandes tem 20 anos e é uma das caras novas da equipa de Magnus Andersson. O ponta esquerda será agora concorrente de Diogo Branquinho, num plantel no qual já se sente integrado.

Tulipa quer FC Porto Sub-17 com "concentração, atitude e agressividade"

No próximo domingo, a partir das 11h00, no Olival, começa oficialmente a época para a equipa de Sub-17 do FC Porto, que recebe a Académica na 1.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de Juniores B. Na antevisão da partida, que terá transmissão em direto no Porto Canal, o treinador Tulipa e o avançado João Pinto garantiram que o objetivo portista é só um, independentemente da valia do adversário: entrar a ganhar no campeonato e somar os primeiros três pontos.

"Estamos preparados para chegar ao Jamor e conquistar os três pontos"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, afirmou este sábado em conferência de imprensa de antevisão à partida de amanhã dos azuis e brancos frente ao Belenenses, que a equipa está preparada para "chegar ao Jamor e conquistar os três pontos" apesar de saber que vai ser um "jogo historicamente difícil" e onde o FC Porto vai ter de superar as "dificuldades normais de uma boa equipa".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.