Jornal Diário Jornal das 13

SEF deteta cinco atletas estrangeiros em Viseu sem documentação regularizada

SEF deteta cinco atletas estrangeiros em Viseu sem documentação regularizada
| País
Porto Canal com Lusa

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou esta terça-feira ter detetado, numa associação desportiva em Viseu, cinco atletas estrangeiros que não possuíam situação documental regularizada.

Numa nota de imprensa, o SEF informa ter executado “dois mandados de busca domiciliária, quatro a viaturas automóveis e outro às instalações de uma associação desportiva em Viseu”, que “já havia sido alvo de buscas numa outra fase das investigações, momento em que o seu responsável máximo fora constituído arguido”.

O SEF adianta que “foi fiscalizado um apartamento, por suspeita da prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal, falsificação de documentos e falsas declarações, onde foram identificados 13 cidadãos, atletas do clube em causa, 12 dos quais de nacionalidade estrangeira, sendo que cinco não possuíam a respetiva situação documental regularizada em território nacional”.

Na mesma nota, o SEF refere ainda que realizou diversas ações de fiscalização em quatro estabelecimentos de diversão noturna nos distritos de Aveiro e Coimbra, no âmbito de uma investigação coordenada pelo Ministério Público, estando em causa a alegada prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal e lenocínio.

“Um dos estabelecimentos foi alvo de buscas, assim como a zona residencial associada, tendo sido apreendidos objetos e documentos relacionados com os crimes em investigação”, explica o SEF, adiantando que durante a operação foi identificada cerca de meia centena de pessoas, 20 das quais de nacionalidade estrangeira.

O SEF esclarece que “seis cidadãos encontravam-se em situação documental irregular em território nacional, tendo sido notificados para abandono voluntário do país no prazo de vinte dias”.

“No âmbito desta ação foi constituído arguido um cidadão nacional, responsável por um dos estabelecimentos objeto da operação do SEF”, e “instauradas coimas aos responsáveis pelos locais onde foram detetados cidadãos estrangeiros, em situação irregular, a exercer atividade”, acrescenta.

No conjunto das ações realizadas, que decorreram na semana passada, estiveram envolvidos 30 operacionais.

+ notícias: País

Irregularidades na reconstrução de casas em Pedrógão Grande motiva queixa ao Ministério Público

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) vai pedir ao Ministério Público que investigue obras de duvidosa legalidade em habitações na zona atingida pelo incêndio de Pedrógão Grande, em 2017, foi hoje anunciado.

Falhas nos sistemas informáticos causam caos nas matrículas escolares

As falhas nos sistemas informáticos escolares causaram vários problemas nas matrícula de muitos alunos. A lentidão e os bloqueios do sistema provocaram filas longas e fizeram muitos pais ficaram horas à espera.

Sindicato dos Enfermeiros denuncia encerramento de 245 camas nos hospitais

O Sindicato dos Enfermeiros denunciou que, até quarta-feira, foram encerradas 245 camas em hospitais de todo o país, segundo informações que recebeu na sua plataforma de denúncias, acrescentando que mais camas deverão ser suspensas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.