Info

Japonês Yuki Kawauchi vence 122.ª Maratona de Boston

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Boston, Estados Unidos, 16 abr (Lusa) -- O japonês Yuki Kawauchi venceu hoje a 122.ª edição da Maratona de Boston, nos Estados Unidos, tornando-se no primeiro atleta daquele país a vencer a prova desde 1987.

Numa prova disputada debaixo de muita chuva, Kawauchi, de 31 anos, cortou a meta com um tempo de 2:15.54 horas, batendo o queniano Geoffrey Kirui, segundo classificado e vencedor em 2017, e o norte-americano Shadrack Biwott, terceiro.

O vencedor da Maratona de Tóquio de 2011, funcionário estatal na província de Saitama e corredor amador, ainda que já tenha representado o Japão em Mundiais, tornou-se o primeiro japonês a vencer a corrida desde Toshihiko Seko, em 1987.

Na prova feminina, a norte-americana Desiree Linden, sétima nos Jogos Olímpicos do Rio2016, também quebrou um 'jejum' de mais de 30 anos, ao vencer a corrida e ser a primeira corredora dos Estados Unidos a erguer os braços desde Lisa Weidenbach em 1985.

A norte-americana de 34 anos, que bateu a compatriota Sarah Sellers, segunda, e a canadiana Krista Duchene, terceira, registou um tempo de 2:39.54, o pior tempo vencedor desde 1980.

SIYF // VR

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

"Coletes amarelos" mobilizaram 66 mil manifestantes em França

A mobilização dos "coletes amarelos" registou este sábado um claro recuo em toda a França, com cerca de 66.000 manifestantes às 18:00, em vez dos 126.000 contabilizados à mesma hora no sábado passado, segundo números fornecidos pelo Ministério do Interior.

Novo balanço de ataque em Estrasburgo dá conta de dois mortos e 14 feridos

O balanço do ataque ao mercado de Natal em Estrasburgo, na noite de terça-feira, foi revisto esta quarta-feira de manhã pela prefeitura de Bas-Rhin, que deu conta de dois mortos, sete feridos graves e sete feridos ligeiros.

Parlamento venezuelano declara que eleições de domingo são inexistentes

A Assembleia Nacional da Venezuela, onde a oposição detém a maioria, aprovou na terça-feira um acordo no qual se declara como inexistentes as eleições locais venezuelanas de domingo por, alegadamente, violarem a Constituição.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.