Info

Síria: Equipa da OPAQ ainda não entrou em Douma para investigar alegado ataque

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Haia, Holanda 16 abr (Lusa) - O diretor-geral da Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) adiantou hoje que os inspetores da organização ainda não entraram em Douma para investigar o ataque de 07 de abril, alegadamente com armamento químico.

Ahmet Uzumcu, o máximo responsável da OPAQ, disse hoje aos restantes membros do conselho executivo da organização que dois dias depois de ter chegado à Síria a equipa ainda não pôde entrar em Douma.

De acordo com Uzumcu, a explicação foi dada por responsáveis sírios e russos (a Rússia é o principal aliado do regime do Presidente Bashar al-Assad). Estes responsáveis, que participaram nas reuniões em Damasco, disseram à equipa que "ainda existem questões de segurança pendentes que têm de ser resolvidos antes de se poder proceder a esta mobilização".

O diretor-geral da OPAQ também disse que, em substituição de uma ida da equipa a Douma, as autoridades sírias ofereceram a possibilidade de os inspetores entrevistarem 22 pessoas.

Uzumcu disse esperar que se façam "todos os preparativos necessários... para permitir que a equipa se mobilize para Douma o mais rapidamente possível".

Ativistas da oposição sírios e equipas de emergência denunciaram um ataque com armas químicas em Douma no dia 07 de abril, acrescentando que este terá causado pelo menos 40 mortos.

O governo sírio e a Rússia negaram ter realizado qualquer ataque com armas químicas (proibidas internacionalmente).

Na madrugada de sábado, os Estados Unidos, a França e o Reino Unido atacaram com mísseis posições sírias que supostamente albergavam este tipo de armas.

NVI // ANP.

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Surto de sarampo nas Filipinas escala para 8.400 casos e 130 mortos

O surto de sarampo continua a agravar-se nas Filipinas, com 8.443 casos confirmados desde o início do ano e 136 mortes causadas pela doença, na maioria crianças menores de cinco anos, indicaram esta terça-feira as autoridades.

Dezasseis estados em tribunal contra emergência declarada por Trump para construir muro

Dezasseis estados norte-americanos avançaram na segunda-feira com uma ação judicial contra a administração do Presidente Donald Trump, na sequência da declaração do estado de emergência para construir um muro na fronteira mexicana.

Português detido por homicídio nos Estados Unidos vai a tribunal a 13 de março

O luso-venezuelano Javier Enrique Da Silva Rojas, detido nos Estados Unidos por furto e homicídio, vai apresentar-se num tribunal em Nova Iorque para uma audiência preliminar a 13 de março, segundo documentos a que a Lusa teve acesso este domingo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.