Jornal Diário Jornal das 13

Sete reclusos mortos e 17 feridos em confrontos numa prisão na Carolina do Sul

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Columbia, Estados Unidos 16 abr (Lusa) - Pelo menos sete reclusos morreram e 17 outros ficaram feridos com gravidade na sequência de lutas entre os detidos numa prisão de segurança máxima no estado da Carolina do Sul, no sudeste dos Estados Unidos.

Os confrontos ocorreram no Lee Correctional Institution, uma penitenciária em Bishopville, no Condado de Lee, Carolina do Sul. Um porta-voz do departamento de prisões daquele estado, Jeff Taillon, anunciou o primeiro balanço dos desacatos e revelou que agentes estaduais participaram nas operações para controlar a situação, o que aconteceu perto das 3:00 (8:00 hora em Lisboa).

Taillon acrescentou que nenhum dos agentes da polícia ficou ferido nas operações. Os confrontos entre os reclusos começaram cerca das 19:15 de domingo e 17 feridos graves tiveram de receber cuidados médicos fora da prisão.

O departamento da Carolina do Sul responsável pelas penitenciárias indicou que os confrontos ocorreram em três unidades de detenção.

Na penitenciária de máxima segurança de Bishopville estão atualmente cerca de 1.500 reclusos, alguns dos mais violentos e a cumprir as maiores penas da Carolina do Sul.

Em 2015, dois guardas prisionais foram esfaqueados e em fevereiro um recluso matou outro.

NVI // ANP.

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Mais de mil milhões de pessoas em risco devido a falta de refrigeração

Mais de 1,1 mil milhões de pessoas em 52 países enfrentam riscos significativos por falta de acesso a refrigeração, incluindo a morte, segundo uma perita das Nações Unidas.

Justiça alemã extradita Puigdemont, mas apenas por delito de peculato

O tribunal alemão de Schleswig-Holstein decidiu hoje extraditar para Espanha o ex-presidente catalão Carles Puigdemont por um alegado delito de peculato (desvio de fundos), mas não pelo crime de rebelião, segundo a agência Efe.

Tailândia: Todos os rapazes e treinador retirados da gruta

Todos os 12 jovens jogadores de futebol e o treinador que ficaram há duas semanas encurralados numa gruta no norte da Tailândia estão a salvo, segundo as autoridades tailandesas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.