Jornal Diário Jornal das 13

Os Verdes questionam Governo sobre impasse na constituição da nova administração da RTP

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 abr (Lusa) - O grupo parlamentar Os Verdes questionou o Governo sobre a atual situação da RTP face ao impasse na constituição da nova administração da empresa, que aguarda o parecer das Finanças sobre o terceiro elemento da equipa.

A deputada Heloísa Apolónia, do grupo parlamentar Os Verdes, questionou o Governo, através do ministro da Cultura, numa pergunta enviada à Assembleia da República, "sobre o atual estado em que se encontra a RTP face ao impasse criado nestes últimos cerca de 90 dias, em que o Conselho de Administração não está formalmente constituído", refere o partido Ecologista, em comunicado.

Os Verdes salientam que, através de comunicado, os sindicatos dos trabalhadores da RTP "deram a conhecer recentemente o atual momento que se vive no seio da empresa, referindo mesmo que esta se encontra em colapso técnico e institucional e próximo do colapso financeiro".

A isto, prossegue Heloísa Apolónia na questão enviada ao Governo, soma-se o facto de a RTP estar "há cerca de 90 dias sem Conselho de Administração formalmente constituído, uma vez que o membro indicado pelo Conselho Geral Independente (CGI) para assumir a responsabilidade pela área financeira da RTP não terá sido aceite" pelas Finanças.

Considerando esta situação "preocupante, tanto mais que os representantes dos trabalhadores sentem que 'nunca a empresa esteve tão dividida, tão conflituosa e tão paralisada'", e em vésperas da organização da Eurovisão, que dá destaque internacional à RTP, Os Verdes questionam se "reconhece o Governo o atual estado em que se encontra a RTP face ao impasse criado nestes últimos cerca de 90 dias em que o Conselho de Administração não está formalmente constituído" e "quando pensa" o Executivo "tomar uma decisão relativamente à indicação do elemento para a área financeira".

Em 25 de janeiro, o Conselho Geral Independente (CGI) convidou Gonçalo Reis (atual presidente) para apresentar um Plano Estratégico para a RTP para o triénio 2018-2020 e em 08 de fevereiro procedeu à designação de Hugo Graça Figueiredo para integrar o Conselho de Administração do grupo de 'media' público.

Desde o início de fevereiro que o Ministério das Finanças tem a indicação do nome do terceiro membro da administração, neste caso uma mulher, que terá o pelouro financeiro, sobre a qual tem de dar um parecer, que é vinculativo.

O Conselho de Administração da RTP é composto por três membros, sendo um presidente e dois vogais, indigitados pelo CGI e, após audição na Assembleia da República, investidos nas suas funções pela assembleia-geral.

ALU// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Metro lança concurso público para aquisição de material circulante

O Metropolitano de Lisboa lançou hoje um concurso público para aquisição de material circulante e de sistema de controlo automático dos comboios, de acordo com o anúncio hoje publicado em Diário da República.

Défice melhora 1,4 mil ME até agosto para 576 ME

O défice orçamental em contas públicas totalizou 576 milhões de euros até agosto, uma melhoria de 1,4 mil milhões face ao período homólogo, divulgou hoje o Ministério das Finanças.

Estudantes dos politécnicos criticam atrasos nas bolsas de estudo

Os estudantes dos politécnicos criticaram hoje os atrasos na análise de processos para atribuição de bolsas de estudo e consideraram intolerável que a plataforma que gere estes dados não estivesse apta a funcionar no arranque do ano letivo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.