Info

Governo e PSD concluem acordos sobre fundos comunitários e descentralização

Governo e PSD concluem acordos sobre fundos comunitários e descentralização
| Política
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro afirmou hoje que Governo e PSD se preparam para fechar acordos políticos sobre a descentralização e fundos comunitários, frisando que se tratam de matérias centrais para o país e que requerem amplos consensos políticos.

"Tenho visto com agrado que as conversações com o PSD têm avançado muito bem e que muito brevemente será possível concluir acordos sobre o pacote da descentralização e o programa Portugal 2030", declarou António Costa.

O primeiro-ministro fez esta afirmação após ter aberto o seminário de cônsules honorários na Fundação do Oriente, em Lisboa.

António Costa começou por salientar que o seu Governo tem mantido contactos "com todas as forças políticas" sobre descentralização e fundos comunitários para a próxima década.

+ notícias: Política

Marcelo promulga com dúvidas salário mínimo de 635,07 euros na função pública

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta segunda-feira, embora expressando dúvidas sobre esta opção política, o decreto do Governo que atualiza de 580 para 635,07 euros o salário mínimo pago na função pública.

Ministro diz que Governo reconhece muitas sugestões da OCDE mas não tem de as seguir

O ministro Adjunto e da Economia afirmou esta segunda-feira que o Governo reconhece muitos dos problemas e sugestões apresentadas pela OCDE, mas frisou que são propostas da instituição que o executivo "não tem necessariamente que seguir".

Atualizado 19-02-2019 12:29

PSD vota a favor da moção de censura ao Governo do CDS-PP

O PSD vai votar a favor da moção de censura ao Governo apresentada pelo CDS-PP, apesar de considerar que "não tem qualquer efeito prático", revelou esta segunda-feira à Lusa o Grupo Parlamentar social-democrata.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.