Jornal Diário Jornal das 13

Pinto da Costa: “O treinador preparou o jogo para ganhar”

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

No final do jogo do Estádio da Luz, em que o FC Porto venceu o Benfica por 1-0 e reconquistou a liderança da Liga NOS, Jorge Nuno Pinto da Costa falou à comunicação social sobre o clássico e salientou que Sérgio Conceição apostou claramente no triunfo frente ao adversário direto.

O presidente do FC Porto centra agora atenções na Taça de Portugal.

Sobre o jogo e o resultado
“O que vai fazer a diferença no final é quem ganhar mais jogos. É melhor ganhar com um golo no último minuto que perder no último minuto, isso é evidente. Mas é futebol. Os jogos começam e acabam, tanto faz ser no primeiro ou no último minuto, o importante é marcar. Foi um jogo muito intenso e a diferença que houve foi espelhada na ambição. O FC Porto jogou os 90 minutos para ganhar e fez as substituições para procurar a vitória até ao fim. O adversário, que jogou muito bem, a dada altura, deu a sensação de procurar segurar o empate. Fomos felizes mas foi um golo espetacular de um jogador que merecia coroar a exibição com o tento alcançado. Foi um grande jogo, o Benfica mostrou ter também uma grandeequipa e quem veio aqui não deu o tempo por perdido. Toda a gente assistiu a umbelo espetáculo de futebol.”

A nomeação de Artur Soares Dias
“Qualquer árbitro que viesse, não tenho de ficar satisfeito ou deixar de ficar satisfeito. Acho que foi normal. Se é considerado por quase toda a gente o melhor árbitro português, acho que é perfeitamente natural ser nomeado para um jogo destes. Vocês já faziam essas previsões.”

Pensamento na dobradinha
“Não estamos a pensar em dobradinhas, estamos a pensar jogo a jogo. Vamos tentar ganhar ao Sporting, que é uma grande equipa e tem um grande treinador, sabemos que será difícil. A nossa equipa está desgastada. Mas entraremos como entramos hoje, para ganhar. Depois se conseguiremos ou não, depende de vários fatores, até da sorte.”

Vantagem na luta pelo título
“A experiência que tenho diz-me que ainda não ganhámos nada e ninguém perdeu nada. Estamos em vantagem porque estamos à frente, estamos à frente por dois pontos e com vantagem porque vencemos aqui e empatámos no Dragão, num jogo em que mesmo tendo marcado, ficou 0-0. Nos dois jogos que fizemos com o Benfica, empatámos um que não foi normal, e vencemos um sem problemas nenhuns. Estarão de acordo que o nosso treinador jogou sempre para ganhar. Arriscou tudo e foi feliz.”

O mérito do treinador
“Quando um treinador ganha, é sempre uma vitória pessoal dele. Se fosse o Rui Vitória seria igual. A vitória é dos jogadores, mas que o treinador preparou o jogo para ganhar, e eu sou testemunha disso, é verdade. Disse que não vinha à Luz à procura do ponto, que vinha à procura dos três pontos. No momento certo jogou as cartadas exatas. Jogou sempre para ganhar, inconformado com o empate, disso ninguém tem dúvidas nenhumas.”

Sobre as relações institucionais
“Nada mudou. Nunca vi um jogo no Estádio da Luz que não fosse no camarote presidencial. O regulamento dá-nos direito a isso. Tivemos direito aos nossos lugares. Ninguém da direção do Benfica nos veio cumprimentar, o que tem sido normal nos últimos jogos. Foi como tem sido. Até o resultado foi parecido.”

+ notícias: FC Porto

FC Porto Sub-17 vence em casa por 11-0 o NDS Guarda

A equipa de Sub-17 do FC Porto goleou neste domingo o NDS Guarda, por 11-0, na 5.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de Juniores B. Os Dragões tinham prometido uma resposta à altura depois do empate frente ao Sporting de Espinho e cumpriram o objetivo.

Sérgio Conceição: "Era importante dar esta demonstração de força"

Depois do empate em Gelsenkirchen, e recordado daquilo que aconteceu na época passada após outros jogos da Liga dos Campeões, Sérgio Conceição estava determinado a vencer em Setúbal. O FC Porto conseguiu-o e, de acordo com o treinador, com toda a justiça. No final, reprovou o relvado, aplaudiu o adversário e disse que a sua equipa podia ter feito mais golos.

Atualizado 23-09-2018 11:36

Herrera: "Estou muito feliz pelos 200 jogos e espero fazer muitos mais"

Depois da vitória em Setúbal, onde completou o jogo 200 com a camisola do FC Porto, o capitão Héctor Herrera sublinhou a importância da conquista dos três pontos no percurso para a revalidação do título e assumiu que a oportunidade de poder vestir a camisola do FC Porto é, só por si, “um orgulho” para ele.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.