Jornal Diário Jornal das 13

Associação Sindical dos Funcionários da ASAE marca greve para 27 de abril

Associação Sindical dos Funcionários da ASAE marca greve para 27 de abril
| Economia
Porto Canal com Lusa

A Associação Sindical dos Funcionários da ASAE (ASF) marcou para dia 11 de abril uma vigília em frente ao Ministério da Economia e uma greve para o dia 27 do mesmo mês, foi no sábado decidido em assembleia-geral.

A estrutura sindical exige ao Governo a conclusão do processo negocial até dia 11 de abril, "data que assinala um ano desde o final previsto para a conclusão do mesmo" e, caso isso não aconteça, no mesmo dia vai realizar vigília em frente ao Ministério da Economia, anuncia em comunicado.

Na semana de 16 a 20 do próximo mês a ASF pretende realizar ações de sensibilização junto dos aeroportos e zonas turísticas no sentido de alertar para a incapacidade da ASAE em dar a resposta adequada a todas as solicitações.

A associação refere que tem estado em conversações com o Governo desde outubro de 2016 para que seja criado um estatuto de carreira para os inspetores da ASAE.

"Entretanto, o processo negocial continua a arrastar-se, não havendo memória de um processo negocial tão longo!", refere a nota.

+ notícias: Economia

Taxistas insistem que mantêm protesto até serem recebidos pelo Governo

Os taxistas continuam este sábado parados, pelo quarto dia consecutivo, e determinados a manter o seu protesto até serem recebidos pelo Governo, disse hoje Florêncio Almeida, da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros de Passageiros (ANTRAL).

Centeno diz que será cumprido défice de 0,7% do PIB este ano

O ministro das Finanças disse hoje que será cumprido este ano o défice previsto de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB), uma vez que não se repetirão os efeitos que penalizaram o saldo das contas públicas no primeiro semestre.

UGT aprova hoje reivindicações para 2019, com aumentos entre os 3 e os 4%

A UGT volta hoje à atividade sindical com a aprovação da política de rendimentos para 2019, que deverá incluir um aumento dos salários entre os 3 e os 4% e outras medidas para melhorar o rendimento das famílias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.