Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Subiu para 19 o número de barras marítimas fechadas devido ao mau tempo

Subiu para 19 o número de barras marítimas fechadas devido ao mau tempo
| País
Porto Canal com Lusa

O número de barras marítimas fechadas à navegação devido à agitação do mar subiu de 16 para 19, mantendo-se quatro condicionadas, segundo o último balanço da Marinha Portuguesa.

De acordo com a informação disponível no 'site' da Marinha estão fechadas à navegação as barras marítimas de Caminha, Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Douro, Aveiro, Figueira da Foz, Nazaré, Peniche e Ericeira.

Estão igualmente encerradas as barras marítimas de São Martinho do Porto, Nazaré, Lagos, Alvor, Portimão, Albufeira, Tavira e Vila Real de Santo António.

Nos Açores, está encerrada a barra da Madalena do Pico, adianta a Marinha Portuguesa.

As barras marítimas de Sesimbra e Setúbal estão fechadas a embarcações de comprimento inferior a 11 metros e as de Olhão e Faro a barcos com comprimento inferior a 10 metros.

Devido à forte agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IMPA) colocou sob aviso vermelho toda a costa litoral portuguesa até às 15:00 de hoje e até às 18:00 junto aos distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal e Beja, onde estão previstas ondas de sudoeste com sete a oito metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

O IPMA colocou também sob aviso laranja 10 distritos de Portugal continental até às 09:00 de segunda-feira devido à agitação marítima e até 21:00 de hoje devido ao vento.

Os restantes distritos do continente estão sob aviso amarelo, o terceiro mais grave, segundo informação disponível no site do IPMA.

A ilha do Porto Santo e a costa norte da Madeira também estão sob aviso laranja devido à agitação marítima.

Para hoje, o IPMA prevê céu geralmente muito nublado, com abertas a partir da tarde na região Sul, e uma pequena descida da temperatura.

Estão também previstos períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, em especial nas regiões norte e centro até ao início da tarde, tornando-se pouco frequentes na região Sul a partir do meio da tarde.

O vento soprará moderado a forte (30 a 45 km/h) de sudoeste, com rajadas até 85 km/h, soprando forte a muito forte (50 a 65 km/h) nas terras altas com rajadas até 110 km/h, rodando gradualmente para oeste a partir da tarde, e enfraquecendo para o final do dia.

O instituto prevê ainda queda de neve acima de 1000/1200 metros de altitude, subindo temporariamente a cota para 1200/1400 metros durante a tarde e condições favoráveis para a ocorrência de trovoada até meio da tarde.

+ notícias: País

Motociclista morre em despiste na cidade das Caldas da Rainha

Um homem de 36 anos morreu este domingo num acidente de motociclo na cidade de Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, disse fonte dos Bombeiros Voluntários de Caldas da Rainha.

Incêndio na zona de Badajoz que mobilizou meios portugueses está extinto

O incêndio rural de grandes dimensões que lavrou este sábado na zona de Badajoz (Espanha) e que mobilizou meios portugueses, foi considerado extinto cerca das 15:00, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Ordem dos Médicos averigua acesso indevido a dados de doentes no Hospital do Barreiro

A Ordem dos Médicos vai averiguar a alegada criação de falsos perfis médicos no Centro Hospitalar Barreiro Montijo que permite que profissionais não médicos acedam a processos clínicos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.