Jornal Diário Jornal das 13

Tribunal Arbitral decide serviços mínimos para comboios na greve de segunda-feira

Tribunal Arbitral decide serviços mínimos para comboios na greve de segunda-feira
| País
Porto Canal com Lusa

O Tribunal Arbitral definiu serviços mínimos para o transporte ferroviário durante a greve marcada para segunda-feira na Infraestruturas de Portugal, para garantir 25% da circulação em Lisboa e no Porto, e nos comboios alfa, intercidades e internacionais.

Vários sindicatos da Infraestruturas de Portugal (IP) agendaram uma greve para segunda-feira e a CP já tinha avisado que iriam registar-se "fortes perturbações e supressões em todos os serviços", não estando prevista a disponibilização de transportes alternativos.

Segundo a decisão do Tribunal Arbitral nomeado pelo Conselho Económico e Social, disponível no sítio de internet desta entidade, a definição de serviços mínimos para a Infraestruturas de Portugal, decidida por unanimidade, contempla disponibilização de canal para a realização de circulações, como os comboios urbanos de Lisboa e Porto, correspondente a cerca de 25% da realização em horário normal.

Fica também decidida a criação de condições para a realização de 25% das ligações regionais e dos comboios Alfas, Intercidades e Internacionais.

Para os clientes que tenham bilhetes adquiridos para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades e Regional que não se realizem devido à greve, a CP informou que vai permitir o reembolso do valor total ou a revalidação para outro dia ou comboio.

Os trabalhadores das empresas do grupo Infraestruturas de Portugal (IP) decidiram fazer uma greve em defesa de aumentos salariais imediatos de cerca de 4% já que dizem não ter aumentos desde 2009.

Está a ser negociado um acordo coletivo de trabalho que vai vigorar nas empresas do grupo IP (IP -- Infraestruturas de Portugal; IP- Telecom; IP -- Engenharia e IP -- Património).

A IP é a empresa pública que resultou da fusão entre a Rede Ferroviária Nacional -- REFER e a EP - Estradas de Portugal.

+ notícias: País

Enfermeiros fazem mais seis dias de greve em outubro se Governo não ceder

Os sindicatos dos enfermeiros dão ao Governo até 04 de outubro para responder às suas reivindicações ou avançarão para mais seis dias de greve durante as três primeiras semanas do mês, afirmou hoje a porta-voz das quatro estruturas.

Professores entregam pré-aviso de greve para o inicio de outubro

Dez estruturas sindicais de professores entregaram hoje um pré-aviso de greve para a primeira semana de outubro, para exigir que nove anos, quatro meses e dois dias de trabalho sejam contabilizados na progressão de carreira.

Autoridade Marítima alerta para cuidados a ter em praias não vigiadas

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) alertou esta sexta-feira para os cuidados que os banhistas devem ter em praias não vigiadas e anunciou um reforço do patrulhamento no próximo fim de semana, devido à previsão de altas temperaturas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.